sexta-feira, 30 de dezembro de 2016


GRANA NO CAIXA

Conversei por telefone com o prefeito Elói Poltronieri, que deixa o cargo no próximo Domingo, o prefeito me disse que vai deixar o município com todas as contas em dia, e com um saldo disponível de sete milhões de reais, e somados aos valores das contas vinculadas, o valor ultrapassa a casa dos onze milhões. Ao contrário da maioria dos municípios brasileiros, o novo prefeito inicia seu mandato com o caixa cheio de dinheiro, viabilizando a compra da usina de asfalto, a construção de novas creches para atender determinação judicial, e a implantação das mudanças drásticas na saúde conforme declarações do novo secretário. Que já contratou 15 novos médicos conseguiu mais de 300.000,00 em emendas com seu deputado Covati Filho. A implantação do ponto eletrônico também é fato consumado, assim sendo, médico e dentistas a partir de segunda feira, terão de bater o ponto, como todo o funcionário municipal. Sem duvida é uma atitude de coragem do novo secretário, alias, cabe lembrar que foi de sua autoria a implantação do plantão 24 horas no governo Suzin (PMDB). Com relação à emenda acima referida, futuramente vai ser creditada na conta do vereador do PP para justificar a sua contratação.







OPOSIÇÃO NA CÂMARA


A oposição garante que terá 09 votos na eleição da mesa diretora, segundo documento firmado entre os nove vereadores, no primeiro ano a presidência ficara com o vereador Marcos Lima (PTB), a oposição perdeu dois vereadores, na verdade, não perdeu, pois os dois que aderiram ao novo governo, já trabalharam para ele na campanha; o vereador do PDT vai receber em troca do seu apoio, a manutenção de alguns dos seus CC que ocupam cargo no governo atual, já o vereador do PP, negociou mal, pois mesmo tendo acertado a chefia da guarda municipal para o seu suplente, o cargo foi entregue aos gurus do PMDB que indicaram outro nome; parece que o seu voto tem pouca influência, e o compromisso de ser o porta voz do clã dos Covati no município também não surtiu efeito.

Ainda com relação às negocias visando a maioria no legislativo parece que o novo governo, queimou pólvora em chimango, pois a adesão dos dois vereadores, não vai surtir efeito, continuara com minoria no legislativo.

Ainda com relação aos vereadores da oposição, todos são unânimes em afirmar, que todos os projetos de interesse do povo, serão aprovados, como todo governante visa o bem do povo, ninguém precisa se preocupar, na verdade a busca a qualquer custo por uma maioria nunca visa o bem do povo.



A DISPUTA PELO PODER NO NOVO GOVERNO

O novo prefeito vai precisar de muita habilidade, para administrar a disputa de poder entre o secretario geral de governo, Gilmar Boeira, seu irmão, e o secretário da saúde Douglas, que conta ainda com o apoio de Eclair da Rosa, pois essa disputa de beleza é evidente na cidade, antes mesmo de iniciar o mandato. Numa avaliação superficial, é possível afirmar, que hoje o secretário da saúde da às cartas e joga de mão, pois conta com o apoio de sue mestre e padrinho Dr. Eclair, a politica realmente é dinâmica, pois no governo do PMDB o atual prefeito foi expulso do partido por iniciativa dos que hoje dominam o parido do vice, e indicam a maioria dos cargos no futuro governo. Confirmando assim, aquela máxima, que na politica, o companheiro de hoje pode ser adversário amanhã, e o inimigo hoje pode ser teu companheiro no futuro; mas esse tipo de atitude fica restrito aos políticos. Que como diz um velho ditado poular ´´ DEUS CRIA, O DIABO ESPALHA E ELES POR SE JUNATM PPOR INTERRESES ´´



FELIZ ANO DE 2017 A TODOS MEUS LEITORES.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

POSSE

No próximo Domingo, acontece a solenidade de posse dos eleitos na última eleição.  Que agradecer o convite que recebi do presidente do legislativo, Valdevir Panisson (PT), pela atenção, não estarei presente, mas espero que os diplomados cumpram com suas obrigações.

DISPUTA PELA CÂMARA

Procurei auscultar os dois lados, para me inteirar sobre o cenário, um dos articladores do prefeito me afirmou que o governo conta com 7 votos. Por isso, foi ouvir a oposição, queria saber como estava o outro time. Para minha surpresa, recebi um documento, uma ata firmada por 9 vereadores da oposição, e mo documento, consta o acordo para os quatro anos, com as futuras composições da mesa. Nesse caso, ou aumentaram o número de vereadores, ou a soma dos votos, foi feita por um dos concludentes do segundo grau em tempo recorde; mas a conta não fecha.
A situação conseguiu comprar dois vereadores, sem a aprovação dos seus partidos, um já é velho conhecido, se elegeu pelo PSB, e pulou para o PDT atraído por cargos; agora desconsidera a orientação partidária, e aguarda uma nova janela para voltar para o PMDB; demostrando sua fidelidade aos cargos. Fiquei sabendo que o seu partido v as i fechar questão e vai enquadrar o infiel.

SAÚDE
O futuro prefeito promete mudanças drásticas no setor. Por isso, nomeou o homem de sua confiança, seu primeiro ministro, apesar da contrariedade do seu mano, o prefeito que sofreu a maior derrota da história de Monte Alegre dos Campos. O novo secretario já teria certo a contratação de 15 médicos nordestinos, e a maior novidade foi anunciada pelo futuro prefeito "a tele entrega de remédios " considerando que todo e qualquer remédio da saúde municipal só pode ser entregue através de recita medica, imagino que junto com a tele entrega, teremos a tele consulta, ou seja o medico em sua casa. Sem dúvidas, será um projeto piloto. Com relação aos novos médicos também será um fato que vai impactar o setor, certamente o orçamento será pequeno.
Não tenho dúvidas de que o futuro prefeito tem boa vonta, e boas intenções, mas nem tudo que reluz é ouro.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

MUDA O TIME DO  NOVO PREFEITO

Dois novos nomes, passam a integrar fe forma oficial o novo governo. A inclusão dos dois novos secretários acontece graças ao novo e revolucionário meto de conclusão do segubdo grau adotado pelos dois secretários. O meto revolucionário e relâmpago, se fez necessário para atender a lei municipal que exige o segundo  aos ocupantes de cargos no executivo; certamente a obtenção do certificado é um pioneirismo de Vacaria, e esse novo e revolucionário método, certamente será adotado pelo novo governo e assim sendo vai melhorar os índices educacionais no município. Considerando que o novo prefeito também não possui o segundo grau, quero sugerir a ele que também que aproveite essa oportunidade para concluir seus estudos, pois na campanha presenciei por diversas vezes ele dizer que não estudou por falta de oportunidade; abre também uma oportunidade única para tidis aqueles que se sentiam excluídos devido a essa lei, e estariam fora do governo. Dessa forma o novo governo acaba com as desigualdades na educação. Mas entendo que deve ir além, e buscar esse benefício para aqueles que desejam concluir o terceiro grau, acabando assim com as viagens para Lages Sc.

Certamente esse benefício deve se estendido a todos que ainda não concluiram seus estudos, pois é uma maneira facil, rapida e barata, e possibilita todos os benefícios antes restriti aqueles que edtudam. A conclusão do segundo grau pelos futuros secretários, além de ser um marco na história de Vacaria, certamente servira de modelo para o ministério da educação e provavelmente para a ONU.
Certamente aquele futuro membro do governo que esta ameaçando criar uma nova lei orgânica que vai possibilitar demitir funcionários estáveis, estudou na mesma instituição que formou os novos secretários. A pergunta é será que teremos solenidade de colação de grau?

Além dois recem formados, também foi  oficialmente anunciado o secretário da saúde, apenas para esclarecer o futuro secretário da saúde está legalmente apto a assumir o cargo, a condenação por improbidade administrativa, ainda aguarda o julgamento do recurso no supremo; tanto que atualmente ele exerce o cargo de assessor parlamentar lotado na câmara dos deputados.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016


A BASE GOVERNISTA NO LEGISLATIVO

O sonho de consumo de todo o governante, é ter a maioria no legislativo, e é ai que mora o perigo; maioria significa ter carta branca para usar e abusar. Entendo que quando o executivo não consegue eleger sua maioria através do voto popular, e busca desesperadamente obter a maioria na base do toma lá da cá, ou seja, comprando parte do legislativo, perde a legitimidade, e começa a praticar atos de corrupção com o dinheiro do povo. O legislativo é a verdadeira casa do povo, e que supostamente é formada, pelos representantes do povo, ou deveria ser; por isso, não vejo razões para o executivo comprar votos para aprovar projetos que visem o bem do povo; se existe a necessidade de comprar a oposição, certamente à preocupação não é o povo.

Com relação a ter maioria no executivo, quero voltar no tempo, e lembrar dois prefeitos que governaram sem ter a maioria, Marcos Palombini, que era do (PMDB), partido que vai ocupar a maioria dos cargos no futuro governo, e Angelo Pegoraro (PP), ambos governaram sem maioria, não compraram vereadores da oposição, e sem duvidas foram os melhores prefeitos da história de Vacaria; por isso, reafirmo quem quer governar para o povo, com transparência não precisa comprar vereadores.

Mas segundo fontes, o futuro governo, corre desesperadamente tentando aliciar vereadores da oposição. Cabe ressaltar que a coligação que venceu a eleição, elegeu apenas quatro vereadores, assim sendo, aquele que adotar uma posição de independência, como desculpa para votar com o futuro governo, na verdade, esta arrumando uma desculpa esfarrapada para votar contra o povo, mas essa prática será denunciada por mim.


AMEAÇAS ANTES DE ASSUMIR


O futuro prefeito ainda nem assumiu, e o seu irmão, Ministro sem pasta, já corre para apagar incêndios, acontece que alguns dos indicados para secretários, e/ou adjuntos com status de secretário, já começam a colocar os pés pelas mãos; aquela velha história, quer conhecer o ser humano, de poder. A atitude de alguns dos indicados já provoca revolta entre os funcionários concursados. Segundo foi informado, um dos indicados chegou cumulo de afirmar, que o futuro prefeito, vai criar uma nova lei orgânica municipal, e que através dessa lei vai demitir funcionários concursados, bom essa atitude já diz tudo, é possível ter ruma ideia do preparo desses indicados. Outro fato a ser destacado, é que numa administração, só pode agir, aquele que ocupar um cargo por meio de uma nomeação, que só ocorre após a posse do novo governo; e parentes, que estão impedidos de assumir por força de uma lei municipal, não podem e não devem ter trânsito na administração, e muito menos dar ordem, mesmo que seja para desautorizar atos de futuros ocupantes de cargos de chefia. Afinal de contas, o executivo não é uma extensão familiar, pessoas alheias não podem sequer circular no ambiente de trabalho, ninguém deve receber ordens de pessoas alheias, sem vinculo, sem poder para tal ato, parentes do chefe do executivo não podem e não devem interferir na administração.




terça-feira, 20 de dezembro de 2016

OPOSIÇÃO NO LEGISLATIVO

A formação de um bloco oposicionista no legislativo, deve ser encarada com naturalidade pelo futuro governo; na verdade, essa é a lógica da coisa, afinal de contas, a eleição aconteceu faz pouco mais de 60 dias.

A postura dos novos vereadores, deve ser elogiada,, afinal de contas, o governo passado conseguiu maioria no legislativo, comprando vereadores da oposição, que hoje estão na situação. Na semana passada comentei sobre a barganha dos vereadores para compor a base, fiz o comentário por solicitação de um dos gurus do prefeito; mas tal afirmação foi rechaçada com veemência pelos novos vereadores, alias hoje essa hipótese foi afastada, segundo os entrevistados nunca existiu tratativas, apenas boatos.

A oposição vai eleger a mesa diretora, vai cumprir o papel do vereador, que é fiscalizar os atos do executivo, aprovar projetos e/ou rejeitar e se for o caso propor projetos legislativos; função que ao longo dos últimos anos foi ignorada, uma vez que grande parte dos vereadores vendeu o apoio em troca de emprego para familiares, esposas, ex-esposas, namoradas etc.

A perseguição aos funcionários é uma das preocupações, segundo fui informado, os novos vereadores, já começaram a receber reclamações sobre essa prática de membros da transição e futuros ocupantes, sempre combati essa prática asquerosa, e repudio com veemência.

Na verdade, apesar da larga experiência de legislativo do futuro prefeito, os seus articuladores, agiram com prepotência, sentaram em cima dos cargos, das secretarias, e imaginaram que ficariam com o milho, e ofereceriam o farelo aos vereadores oposicionista para conquistar uma base de apoio com maioria; tentaram ignorar os partidos, esquecendo a lei da fidelidade partidária, e partiram para uma negociação direta, individual com o vereador; o tiro sai pela culatra apenas dois vereadores deixaram a orientação partidária de lado, não faz muito tempo que o partido progressista(PP), expulsou um vereador por descumprir a orientação do seu diretório; como vai agir o partido agora, uma vez que se posiciona como oposição ao futuro governo, além disso, os maiores ataques que o prefeito eleito sofreu foi do PP, inclusive uma denuncia na promotoria da justiça foi assinada por um assessor da candidata derrotada. O apoio do vereador do PP ao futuro prefeito, já era esperado, pois ele contou com o apoio do clã dos Covatti e de seu representante na região; assim sendo, nada mais justo que retribuir esse apoio.


Ainda é muito cedo para se afirmar como será a nova mesa, pois no último ano dessa legislatura, um acerto para formação da mesa diretora, com documento assinado foi rasgado e colocado no lixo.






















domingo, 18 de dezembro de 2016

INDEFINIÇÕES DO NOVO GOVERNO

Faltando apenas 15 dias para o inicio do novo governo, o novo prefeito ainda não definiu o time que entra em campo no dia primeiro de Janeiro. A falta de convicção, disputa de poder entre a ala peemedebista de Vacaria,e o prefeito derrotado de Monte Alegre, já causam incertezas; uma situação inédita na politica local. A secretaria da saúde, que é vital para uma administração, virou o centro dessa disputa, tanto que o futuro prefeito vem protelando o anuncio do secretário. O governo ainda não começou, e a disputa pelo poder já causa problemas, imagina quando todos estiveram empossados e com a caneta na mão. O nome preferido pelo prefeito é o do ex-secretário do governo Suzin, Douglas Firmino Borges, mas mesmo assim, seu irmão insiste em convidar outras pessoas de fora do município para assumir o cargo; esse convite foi feito para o atual secretário do município de Bom Jesus; convite semelhante foi feito para outras pessoas. Agora, como ultima cartada, o irmão do futuro prefeito, tenta colocar a secretária da saúde de Monte Alegre, como adjunta aqui em Vacaria. Ao que tudo indica, os cargos no futuro governo, passou a ser uma questão de família e/ou de velhos  colegas de legislativo, muito diferente das promessas de campanha, onde o então candidato afirmava que colocaria como secretário pessoas competente, e que ele, apenas ele iria decidir, cabendo aos partidos e aliado apenas indicar os nomes, ficando a seu critério a escolha.


Seu primeiro erro, foi anunciar como secretário, dois nomes que não tinham a escolaridade exigida pela lei municipal que estabelece que para ocupar cargos na administração o postulante precisa ter o segundo grau completo; mesmo sabendo da existência da lei; pagando um ônus desnecessário; mesmo assim preservou as pastas, aguardando pelos indicados, que dificilmente vão conseguir concluir o segundo grau pelos métodos tradicionais.

A disputa de beleza, não se restringe apenas a saúde, o comando da guarda municipal é outro  exemplo,pois mesmo após o acerto com o vereador do PP, que Luciano Ramos seria o chefe da guarda, os gurus do PMDB, entraram em ação, e melaram o acordo; apesar de já deterem mais de 60% dos cargos no futuro governo.


O futuro prefeito, sabe que o povo, ou parte do povo acreditou nas suas promessas,  acreditou no seu projeto de governo, que prometia entre outras coisas, acabar com a falta de médico, com as cirurgias eletivas,com a falta de exames especializados, no construção do viaduto na Julio de castilhos, na travessia com a Avenida Militar, na ligação do Jardim América com bairro Petrópolis, no novo distrito  industrial, e por isso, não pode ficar a merce de disputa de beleza entre amigos e seu irmão. Na verdade, o governo sequer assumiu, e o prefeito eleito vive dias de marisco, na briga entre o mar e o rochedo.

LEGISLATIVO

O futuro prefeito terá apenas cinco vereadores do seu lado,  dois do PSDB, dois do PMDB e mais o vereador do PP,, que acertou o seu apoio a futuro governo,  mesmo com a sua grande experiência, não logou exito na busca de apoio, comentei aqui a pedido de um de seus gurus sobre as exigências do novos vereadores, que queriam negociar o apoio, mas todos negaram qualquer tipo de negociação. Ainda segundo fontes, a oposição esta fechada, e vai aprovar apenas projetos de interesse do povo, fazendo uma oposição atuante e responsável; tanto que já formalizaram em ata, um acordo visando a composição da mesa diretora para os quatro anos, inclusive com registro em cartório; a foto abaixo não deixa duvida, tanto que o vereador Marcos Lima, colocou como legenda ´´ Os entendedores entenderam´´.








terça-feira, 13 de dezembro de 2016

TIME COMPLETO

Com o anuncio de Mario Almeida para comandar o desenvolvimento, o futuro prefeito completou a montagem de seu time. O ex- vereador vai assumir como diretor executivo, já que o prefeito optou por não nomear secretário; com o objetivo de economizar. A justificativa de economia, é equivocada, pois na medida que ele matem a estrutura da secretaria, a economia é mínima, e sem critério, na medida que outras pastas menos importantes, seu comandante tem o status de secretário, como é o caso, da agricultura, da assistência social,, e do próprio planejamento, que conta com diversos técnicos concursados( engenheiros, arquitetos), que poderiam comandar a pasta, e ai sim gerando uma grande economia aliada ao conhecimento. Na verdade, o que pesa para ser nomeado ou não como secretário é quem indicou e/ou o partido do indicado. Além disso, fica claro que aquele que esta comandando uma pasta nomeado como diretor executivo, de certa forma se sentira desprestigiado, diminuído, uma que apesar de ocupar um cargo inferior, com salário menor, terá a mesma  responsabilidade daquele que foi alçado ao cargo de secretário. Considero essa atitude equivocada e populista, minha vó sempre dizia, certas economias, são a base da porcaria.

A exigência do segundo grau para ocupar cargos no governo desfalcou o time do prefeito, e devido a essa exigência legal, nomes anunciados acabaram sendo retirados da lista, prejudicando a montagem de seu primeiro escalão no lado administrativo e politico, pois o prefeito num primeiro momento, não vai poder contar com pessoas que já estavam escolhidas para fazer parte desse seleto grupo. Mas segundo fontes em um curto espaço de tempo, esses companheiros já estarão qualificados e aptos para assumir o seu lugar.


Mas vamos por partes, como fazia Jack o estripador, o PMDB, leva quatro pastas, saúde(Douglas,ou um preposto seu), agricultura(Giuliano), educação(Dilvane) e habitação(Alemão Fiorio) mais a assessoria Jurídica(Carlos Paim) e a assistência judiciária(Ane Varaschin) mais os seus diretores executivos em cada pasta entre eles o vereador Leandro, que não conseguiu sua reeleição  apesar do apoio de toda cúpula do PMDB. que deve assumir na saúde.


Com relação  ao PPS, devido a impossibilidade momentânea de Antonio Almeida, sua pasta fica sendo ocupada pelo vice prefeito, que também é do PMDB; nota--se que aos poucos o partido assume sua marca registrada e vai tomando conta dos cargos, mas todos os ocupantes ligados a ala Douglas/Eclair.


O partido do prefeito, o PSDB,vai comandar a assistência social(Araci Magrão), cultura, esporte(Toni), desenvolvimento (Mario bala), mais fazenda (Jorge), esse sem vinculo partidário, mas da cota pessoal do prefeito, mais a secretaria de geral de governo, que vai ser comandada pelo seu irmão(Gilmar Boeira), temporariamente em off, um ministro sem pasta, mais com muito poder na mão,, esse vai ter bala na agulha, por isso já esta em rota de colisão com os Gurus do PMDB; mais o planejamento (João Zaquera), completando o time com João Acauan como diretor executivo naa agricultura.

Essa é formação inicial do governo de Amadeu Boeira, que segundo fontes, pretende iniciar com no máximo 30 cargos CC, deixando para o futuro, ou seja para o mês de Março novas nomeações,

A comunidade aguarda com muita expectativa o inicio do novo governo, espera uma auditoria nas contas da prefeitura, uma apuração rigorosa dos gastos, uma vez que segundo futuro comandante da secretaria da habitação, numa avaliação superficial, já é possível constatar o pagamento de horas extras sem trabalhar, como uma forma de melhorar o salário, e com relação aos materiais, também já é visível a falta de controle sobre o estoque.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

NOVOS VEREADORES COM VELHOS   HÁBITOS 

Conversei com um dos responsáveis pela transição de governo, que também tem influência na formação do novo time do prefeito Amadeu Boeira.  Segundo ele, o novo governo deve começar muito enxuto, poucos cargos de CC para o iniciar os trabalhos, o prefeito  pretende colocar apenas o necessário para tocar a máquina; tanto que algumas secretarias não terão secretários, apenas um adjunto para comandar a pasta; questionei esse guru do prefeito,se essa postura não estaria desqualificando o time, pois entendo que quem tem cacife para ser secretário, não aceitaria comandar a pasta com um cargo de segundo escalão; nesse caso o indicado esta na verdade se contentando com uma cargo nada mais.

Com relação aos novos vereadores esse membro da formação do novo governo foi enfático: O novos já estão contaminados, antes de assumir sua cadeira, já querem negociar individualmente com o novo governo, visando apenas levar vantagem; ou seja cargos em troca de apoio no legislativo. Com relação aos partidos de oposição, esse membro da formação do novo governo, me garantiu que existiu sim tratativas com o PSB, para formar a base do novo governo, e que o acordo só não aconteceu devido a exigência do maior líder do partido, que queria a secretária da educação e ele seria o secretário, considerando que essa pasta já estava prometida ao PMDB, o prefeito eleito não aceitou, ainda segundo ele o PTB também procurou o novo prefeito, e se ofereceu para compor a base, queria dar apoio, mas seguindo a mesma linha, pediu a secretária da saúde, pasta que também a exemplo da educação e agricultura, são de propriedade do PMDB.

Assim sendo, sem chorumelas, são todos iguais, e exceto o PT, todos os partidos que estiveram contra Amadeu na campanha, se ofereceram para compor a base; e como não houve acerto, agora todos os novos vereadores estão tentando um acerto particular, visando um apoiar o novo governo, desde que consigam empregar parentes,e ou cabos eleitorais, deixando de lado aquele discurso de renovação ou de uma nova política; a povo renovou os membros, mas eles já chegam contaminados pelos velhoss hábitos.

Com relação a essa prática de vender o apoio em troca de cargos no executivo, entendo que, essa prática é semelhante aos atos praticados no PETROLÃO , apenas difere no valor, afinal que se elegeu para ser oposição, para votar de acordo com os interesses do povo, não precisa de cargos para aprovar projetos que visem o bem da comunidade, e muito menos para aprovar projetos que não visem o bem da comunidade, pois segundo esse guru do novo prefeito, o vereador mais modesto no pedido foi o representante do PP, que solicitou apenas um cargos e nada pediu para parentes, mas cabe ressaltar, que a sua posição não conta com a aprovação do comando do partido.


O governo atual, segundo fontes internas, vai raspar o caixa, funcionários de carreira me confessaram que nos últimos dias, as compras de material de expediente sem intensificaram, segundo fiquei sabendo, ao longo dos oito aos do governo do PT, nunca houve tanta abundância.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

ESTACIONAMENTO PAGO

O estacionamento rotativo pago, ou a chamada zona azul, vai sofrer reajustes. Confirme o projeto enviado ao legislativo , o reajuste pretendido pelo órgão que administra esse serviço é de apenas 35%, um verdadeiro abuso. Na verdade, além do aumento, deveria ser mudado o nome, para estacionamento fixo, permanente etc,  uma vez que é permitido um acúmulo de cautelas e de selos que permitem deixar o veículo o dia todo no mesmo lugar. Só para ilustrar , em Caxias do Sul o tempo maximo no mesmo lugar é duas horas. Ainda com relação ao projeto, entendo que , que os novos vereadores, os que começam deveria seu mandato em Janeiro, que deveriam  analisar e votar e votar o projeto. Dessa forma, os novos vereadores poderiam mostrar a cara , considerando que dos atuais 15 vereadores, apenas 3 se reelegeram, não seria de bom alvitre , submetê-los a esse projeto.

MALABARISTAS

Quero deixar claro que nao sou contra esses artistas, mas pelo que sei existe uma lei que proíbe esse tipo de manifestação cultural; pior é que nos locais onde eles apresentam seu show , causam enorme problema aos comerciantes. Na moreira paz, segundo relatos , a dificuldade para entrar nas lojas devido à esse tipo de espetáculo , acaba afugentando os clientes .

AUDITORIA NAS CONTAS

O povo quer saber se vai ter ou nao, recebo esse questionamento diariamente . A minga resposta é sempre a mesma, essa foi uma das promessas do novo prefeito, o povo tem de cobrar ; essa e muitas outras, uma delas é que sua casa seria um extensão da prefeitura para quem não co seguir falar com ele 

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

O TIME DO NOVO GOVERNO

Ao que tudo indica, o futuro prefeito já escalou seu time, pelo que sei falta apenas o anuncio do secretário da saúde . Mas com relação a essa pasta, é publico e notório , que esta enttegue aos cuidados do ex-secretário Douglas, que na opinião do futuro  prefeito é quem mais entende do tema na região. Considerando-se as suas promessas de campanha , esse setor é a menina dos olhos do governo. Aliás , o ex-secretário já comanda a pasta, e caso na assuma oficialmente , fica comandando a secretaria a exemplo do que vai acontecer com a geral de governo, que será comandada pelo seu irmão prefeito derrotado em Monte Algre.
A promessa de rduzir secretarias, não vai acontecer, permanecendo o mesmo número, mas comandadas pelo ajunto; ou seja, seis por meia duzia em materia de economia .
O futuro governo, já contabiliza uma disputa acirrada pelo poder dentro do governo, mesmo negada publicamente , nos bastidores é certo a quebra de braço entre Douglas e Gilmar ; sendo que o ex - secretário leva uma larga vantagem na montagem do governo, justiça seja feita, enquanto o primeiro tava fazendo campanha aqui, o segundo só se preocupou com a sua eleição , mas a sua derrota histórica, acabou causando problemas na montagem do govrrno, pois tudo passa pelo crivo dos irmãos .
Montendo sua tradição , o prefeito eleito monta seu time com pessoas de sua confiança, esse é o requisito basico, basta dar uma olhada nas indicação.

O povo espera com anciedade pelo governo de Amadeu, afinal de contas, segundo suas peomessas, em Janeiro acaba a falta de consultas, de exames especializados, de fila nos postos, e de dentistas, e todos profissionais da saúde vão bater ponto e cumprir com seu horário .
Além da saúde , a Usina Asfaltica vai trazer para o bairro o asfalto a custo zero. A instalação de novas fabricas, só vai acontecer após a instalação do novo distrito Industrial , a ser instalado na Br 285 , onde o prefeito pretende desapropriar mais de 150 has para oferecer aos empresários .
Sem duvida alguma uma nova Vacaria, começa em Janeiro, tanto que os indicados ja trabalham na transição desde o Mês de Outubro .

Com relação ao apoio no legislativo , segu do fo tes esta tudo acertado, mas a grande maioria dos guturos vereadores , já firmou posição , aprovaram tudo que for para o bem do povo. Com relação aos que não tem segundo grau, segundo fontes , todos já se debrucaram em cima dos livros , assim sendo, a nova administração já surtiu efeito, e a educação é prioridade .

sábado, 19 de novembro de 2016



TIME ESCALDO

Com a definição dos nomes da secretaria de obras, fazenda e planejamento, o prefeito escalou o seu time titular, o primeiro escalão, aqueles que terão a missão de mudar Vacaria, de cumprir com as promessas de campanha de Amadeu Boeira. A definição do nome que vai comandar o planejamento, era aguardada com grande expectativa, pois ao longo da campanha, Amadeu deixou claro que essa seria a secretaria mais importante do seu governo, aquele que teria a missão de planejar uma nova cidade, de criar projetos, de encaminhar projeto ao governo federal, projetar o viaduto da Julio de castilhos, de dar mobilidade ao trânsito, de melhor a vida das pessoas, na verdade de planejar a nossa cidade. Por isso, foi buscar um homem preparado, com larga experiência, um profissional capaz de respeitado junto sua classe, e assim pagou uma divida de campanha, pois o futuro secretário abriu mão da vaga de visse depois da chapa formada, para possibilitar a coligação com o PMDB, que apesar de pouco acrescentar, na época todos imaginavam ser indispensável para vencer a eleição, mas o resultado mostrou que na pratica não se confirmou, tanto que das cinco secretaria que o PMDB tinha direito levou apenas três é já foi de bom tamanho.


Considerando que o prefeito não pretende preencher todas as pastas, é possível afirmar que no máximo mais uma ainda será preenchida, no caso a secretaria de desenvolvimento, pois as restantes serão comandadas pelo prefeito para economizar gastos, a geral de governo terá no comando seu irmão mas extra-oficialmente, uma vez que a lei da escolaridade não permite sua nomeação, será um ministro sem pasta; mas assim que concluir o segundo grau através das provas vai ser nomeado, o mesmo acontecerá coo m vereador do PPS Antonio Almeida, que caso conclua o segundo grau assumira obras que tem com secretário tampão o vice prefeito.

A escolaridade exigida, vai impossibilitar algumas nomeações para companheiros que ocupariam os escalões inferiores, mas por outro lado, vai incentivar essas pessoas a voltar a estudar, e;ou a prestar provas, melhorando assim a sua escolaridade.

Sem sombra de duvidas, o prefeito escolheu um grande elenco para o primeiro e segundo escalão de seu governo, e essas pessoas, serão os responsáveis pelo bom andamento de seu governo, todos sabem que devido a grave  crise econômica nacional, terão que tocar seus projetos com verbas do orçamento municipal, que diga-se de passagem, é muita grana, no caso da saúde, ultrapassa a casa dos cinquenta milhões por ano, com esse recurso, certamente acabara a  fila de exames, de cirurgias eletivas, a falta de remédios, de médicos em todas as especialidades e de dentistas pelas unidades de saúde da cidade.

As ruas da cidade ganharam uma nova cara com a instalação da usina de asfalto, e novas empresas chegaram com o nono distrito industrial, esse é o desafio do futuro governo e de seu time de secretários.


OPOSIÇÃO E BASE DO NOVO GOVERNO

A base do futuro prefeito no legislativo, é formada pelo seu partido PSDB, com dois vereadores, e pelo PMDB, também com duas cadeiras, é de conhecimento que já existe acertos com vereadores do PDT e do PPS, tanto que o atual assessor jurídico amigo do futuro prefeito e pai de um dos vereadores eleito pelo PSB, vai assumir a assistência judiciária do município junto com a filha da presidente do PMDB, mesmo assim, ainda não tem a maioria. O partido progressista negocia sua participação, trocando o apoio de seu vereador por cargos no governo, apesar de ser o partido que mais atacou o futuro prefeito, em politica o que vale são os cargos e teu inimigo hoje é o fiel escudeiro amanhã, não me alinho a esse tipo de negociata.



COMPRA DE VOTOS

A compra de votos é crime, e pode dar cadeia, a prisão do ex-governado do Rio de Janeiro, Garotinho é um exemplo; aqui na nossa cidade, desde a divulgação da noticia do inquérito que apura uma possível compra de votos, agita o mercado politico da cidade. Na verdade, a compra e/ou venda de votos é um assunto que sempre circula em todas as eleições, mas esta mais que na hora de dar um basta, ou exite ou não existe. As evidências ao longo da campanha não podem e não devem passar despercebidas, pois até um cego conseguia ver. Com relação aos nomes de possíveis envolvidos, ainda não é de conhecimento público, por isso, gera especulações sobre os nomes dos envolvidos, considerando que o fato já é passado, resta aguardar a conclusão do inquérito; mas todos esperam uma resposta firme da justiça.



quinta-feira, 17 de novembro de 2016

COMPRA DE VOTOS

A investigação da possível compra de votos, esta em fase final, conforme noticiou a rádio Fátima, no dia ontem; o assunto é de interesse público. Conforme a noticia, mais de 400 paginas é o inquérito policial, que esta em fase de conclusão e após vai para justiça.

Ainda não é de conhecimento público, quem são os envolvidos, e muito menos qual cargo concorriam, nas conversas de rua, o assunto gera especulações, uns dizem que tem dois ex- candidatos ao executivo, outros falam em três, e mais candidatos ao legislativos; uma coisa é certa, a policia vai definir se houve ou não compra de votos.

Quem andou pelos bairros da cidade, viu com o próprios olhos alguns fatos, que deixavam evidente essa prática, além disso, a boataria era geral, e os atores, velhos conhecidos; mas nunca deu em nada. Além da possível compra de votos, as prestações de contas da maioria dos candidatos, é uma verdadeira piada; os valores declarados, já mais seria suficiente para pagar a estrutura de campanha montada por esses candidatos(as). A famosa cesta  básica, é o objeto mais falado, segundo dizem, era o produto mais usado para as negociações, se é verdade ou não, o inquérito policial vai dizer.( Yo no creo en Brujas, Pero que las hay, las hau)

Essa investigação, precisa ser rápida, pois em breve os eleitos serão diplomados, e caso exista entre os eleitos, alguns dos investigados, impedir sua diplomação, evitaria problemas futuros; considerando o momento histórico que vive o Brasil, não podemos aceitar esse tipo de conduta.

Além da compra de votos, o povo espera respostas sobre a baixaria de campanha, e as calúnias jogadas nas redes sociais, segundo um membro de uma das coordenações que disputavam a majoritária, as baixarias e calunias eram orquestradas pelo marqueteiro e a divulgação nas redes sociais tinha a anuência da chefia. A tecnologia existente, possibilita o rastreamento da origem desse tipo de denuncia.

Ainda com relação a compra de votos, caso comprovada a prática criminosa, em casa de eleito, pode perder o mandato, e os não eleitos, os direitos políticos.



quarta-feira, 16 de novembro de 2016

O NOVO GOVERNO

O prefeito eleito, corre contra o tempo para montar o seu governo, faltando pouco mais de 30 dias para o início do seu governo, apenas três secretários foram anunciados, essa situação é em decorrência da lei que exige segundo grau para ocupar cargos de CC; já que dois dos secretários anunciados não tinham a escolaridade exigida.

Segundo fontes, o prefeito deve anunciar mais dois secretários, fazenda e obras, que deve ser ocupada pelo vice prefeito, Considerando que o prefeito pretende deixar algumas pastas sem secretários, como é o caso da geral de governo que seria ocupada pelo atual prefeito de Monte Alegre, seu irmão, ficara sob a tutela o próprio prefeito.A secretaria da saúde ainda sem definição, deve ser ocupado pelo ex-secretário Douglas, que é um profundo conhecedor da área. no caso ainda restam planejamento que segundo o prefeito afirmava em campanha é o coração da administração, a mais importante das secretarias, desenvolvimento também deve ser preenchida, pois é a responsável pela busca de novas empresas. Além das secretarias, alguns órgãos de extrema importância, ainda não tem os nomes, coo é o caso da guarda municipal.


A transição ocorre normalmente sob o comando da comissão de transição, que já detectou que a situação financeira é muito preocupante; razão pela qual, a escolha do secretariado pode ser decisiva para superar a crise financeira atual.

Com relação a verbas do governo federal, a viagem do prefeito serviu para se inteirar melhor da situação precária da economia, voltou sabendo que verbas do governo federal para o município vai ser coisa rara; por isso, administrar o orçamento municipal é a única saída para realizar um bom governo, enxugar a máquina e fazer uma auditoria é uma necessidade clara. Assim sendo, precisara de uma boa equipe para poder atender as necessidades do povo e cumprir as promessas de campanha.






quinta-feira, 10 de novembro de 2016

RETIRADA DO PROJETO
AO prefeito municipal  por meio de entrevista confirmou a retirada do projeto da escolaridade mínima, falou que a lei que criou essa exigência, é muito extensa, e que por isso, passou despercebido essa obrigatoriedade para ocupantes de cargos de chefia. mas reafirmou que enviou o referido projeto por solicitação de um membro da equipe de transição; na verdade a atitude do prefeito foi a mais adequada,  cortou o mal pela raiz, com relação a eventuais nomeação no seu governo, já é fato consumado, caberá ao novo prefeito decidir como vai resolver o problema, mas dificilmente a câmara de vereadores vai mudar a lei, assim sendo, quem não tem o segundo grau não poderá estar no governo, pois agora essa lei se tornou conhecida, e apesar de ser a única cidade no estado que tem essa exigência, agora ou muda a lei ou quem não tem a escolaridade vai ter de voltar aos bancos escolares, e/ou fazer aqueles provas que possibilitam a conclusão do primeiro e do segundo grau sem cursar regularmente.

Ainda com relação ao segundo grau, circula na cidade, boatos dizendo pretendentes a cargos no executivo sem o segundo grau poderiam comprar um certificado; quero refutar essa possibilidade, pois aqueles que concorreram na última eleição, a lei eleitoral exige que o candidato informe sua escolaridade, e todos que concorreram informaram para justiça, assim sendo, ninguém concluiria o segundo grau em pouco mais de 30 dias após a eleição. Qualquer tentativa de maracutaia é crime, e certamente daria cadeia.


POLICIA CIVIL 

A policia civil de Vacaria, sem sombra de duvidas é um exemplo para nosso estado, a capacidade, e a dedicação de todo o efetivo, vem sendo decisiva na elucidação de quase todos os crimes que acontecem na nossa cidade, e na região de sua abrangência.  O caso do assassinato em Campestre da Serra, a prisão dos abegiatários são penas dois exemplos, pois o combate ao tráfico de drogas também tem sido exitoso. Por isso, não tenho duvidas que a investigação das denuncias feita na campanha eleitoral, tais como compra de votos e calunias através das redes sociais em breve terão os autores identificados; pois segundo fontes essas calunias eram arquitetadas por marqueteiros e membros da coordenação.



CANDIDATOS 
faltando dois anos para próxima eleição, já surgem os primeiros nomes para disputar uma cadeira na assembléia legislativa; o nome mais forte é o do atual prefeito, mais o vereador Marcos Lima do PTB, e o candidato do PSB, que fez um votação surpreendente e se cacifou para buscar novos desafio. Outro fato que credencia Dallasanta , foi a sua postura na condução de sua futuro bancada na câmara, não aceitou cargos e prometeu cuidar dos interesses do município, com uma oposição responsável e fiscalizadora. Inclusive da aplicação da lei do segundo grau para cargos no governo.

terça-feira, 8 de novembro de 2016

PROJETO
A decisão do prefeito de retirar o projeto, vai sensata, veio sanar uma situação criada por ele mesmo, e segundo ele por solicitação de um membro da transição;mas rechaçada pelo futuro prefeito, que afirmou peremptoriamente, não ter feito tal solicitação e muito menos autorizado alguém a fazer.
Agindo assim, o prefeito acaba com essa discussão descabida, e preserva uma lei criada por ele, e/ou assessores, pois segundo fiquei sabendo, essa lei foi criada a revelia do prefeito e do seu departamento jurídico, tanto que ao longo desse tempo todo o prefeito descumpriu a lei por desconhecer sua existência. Nesse caso não leia aquilo que assinava.
A posição do prefeito foi tomada no dia de ontem, mas segundo fontes fidedignas, a  a decisão do prefeito aconteceu no dia ontem, após tomar conhecimento do parecer do instituto que presta assessória jurídica ao legislativo, que fulminou qualquer possibilidade de alteração da lei, e descartou sua retroatividade para corrigir irregularidades cometidas desde sua aprovação em 2011. Acho importante ressaltar, que a câmara de vereadores tem um assessor jurídico local, que deveria dar esse parecer.
Assim sendo, a tal pretensão de mudar a lei já nasceu morta, as coisas continuam sem alteração, cabe as autoridades,e ao futuro prefeito por meio de uma auditoria seria e competente apontar se houve tais irregularidades e apontar os responsáveis.

Com relação a exigência de escolaridade para ocupar cargos, a mesma permanece, e dessa forma quem não possui a escolaridade exigida pela lei, fica impossibilitado de ocupar cargos no governo; acabe aqueles que por ventura não tenha essa escolaridade, voltar aos bancos escolares para cumprir esse requisito.
Quero deixa uma sugestão para resolver esse problema, a criação do MOBRAL MUNICIPAL. para os mais jovens, explico abaixo.

MOBRAL(MOVIMENTO BRASILEIRA DE ALFABETIZAÇÃO) 
Criado em 1970 pelo governo federal
Mobral propunha a alfabetização funcional de jovens e adultos, visando “conduzir a pessoa humana a adquirir técnicas de leitura, escrita e cálculo como meio de integrá-la a sua comunidade, permitindo melhores condições de vida”.
PROJETO

Segundo fontes da prefeitura, e da câmara de vereadores, o prefeito municipal, vai retirar o projeto que mudaria a escolaridade para assumir cargos de CC no município. Ainda segundo essas fontes, o prefeito deve assinar o requerimento na quarta feira, pois não esta em Vacaria. A decisão de retirar o projeto, é o melhor caminho, pois assim acaba com essa polemica, e já que ninguém pediu, e ninguém que deseja a aprovação, o melhor caminho é bater em retirada; sem dúvida alguma a decisão do prefeito é mais sensata, acaba com a polemica e tira nosso município dos noticiários negativo.




QUEIMA DAS PROPAGANDAS 

Recebi do Ministério Público local, a decisão final a cerca de minha denuncia da queima de material publicitário do município nas dependências do mercado público, no final de 2015; onde por meio de fotos mostrei primeiro uma grande quantidade de material jogado numa churrasqueira, após comentar no blog o material foi queimado. O ministério público afirma que foi promovido o indeferimento de instauração de inquérito Civil.

Ainda segunda o Ministério Público, o motivo para  indeferimento foi pois após a sindicância instaurada pelo município, não ficou comprovado a irregularidades,, ou seja, não foi sobejamente demostrada a autoria da queimadas do tal material de propaganda, bem como sua origem não pode ser esclarecida.

Agradeço publicamente a atenção do MP local, e espero que o caso sirva de lição para os detentores de cargos públicos, e guardarei essa decisão como base para casos futuros. Abaixo as fotos do fato.









sexta-feira, 4 de novembro de 2016

O PROJETO POLÊMICO 

O prefeito enviou projeto visando mudar a lei de sua autoria, lei criada em 2011 e descumprida por ele por cinco anos.

Alega o prefeito que enviou o projeto a pedido da comissão e transição, o prefeito eleito, afirmou que não pediu , foi além, disse que o prefeito quer livrar sua pela, pois nomeou pessoas de forma ilegal; é preciso dar nome aos bois, que pediu?

Na verdade apenas o prefeito municipal exercício tem poder para enviar o projeto , mas sabe que é inconstitucional, então qual a razão para tentar mudar a lei?

O legislativo aí analisar , e vai votar, quem votar a favor da mudança , precisa explicar o motivo, qual a razão para tomar tal decisão , vantagem , bar ganha? incentivar a falta de estudo? o povo quer respostas , mas o certo é que o atual prefeito quer queimar o filme do futuro prefeito.

quinta-feira, 3 de novembro de 2016



A postagem abaixo, foi feita no dia 03/11/2016
nesse dia fiz essa sugestão ao prefeito eleito para solucionar o problema da falta de vagas nas creches do município. Fiquei sabendo que minha sugestão foi aceita, e o município finalmente vai dar uma destinação para aquele amplo espaço do antigo colégio São Francisco. 



VAGAS NAS CRECHES




O promotor de justiça, a juíza, comentaram sobre esse tema na manhã de hoje nas emissoras locais, a falta de vagas é o maior problema. Por uma questão de justiça, tenho que ressaltar, que o atual prefeito, ao longo de seus dois mandatos fez a sua parte, criou mais vagas. Segundo os entrevistados, a lista de espera é muito grande, gira em torno de 1.300 crianças a espera de um lugar ao sol, no caso na creche, não escutei as entrevistas, mas segundo fontes, o novo prefeito já vai entrar com essa herança. A escolha de quem entra na creche, é feito através de uma lista de espera, que devido ao grande número, muitas mulheres colocam o nome na lista antes mesmo de engravidar; por outro lado, tem muita gente que não precisa, gozando desse benefício, apesar da constituição dizer que todos são iguais e gozam dos mesmos direitos, nesse é caso a desigualdade é gritante. Apesar do orçamento de 25% destinado a educação, construir creches, demanda de tempo, de recursos, e depois de aumento no quadro de funcionários, com reflexos no limite estipulado pela lei de responsabilidade fiscal; mas com a concessão da liminar dando prazo de 180 dias para solucionar o fato, o novo prefeito vai começar seu mandato com um grande problema para ser resolvido. Considerando que a construção de novas creches depende de licitação,  e mais um longo tempo até a conclusão da obra, acho que uma solução emergencial seria transforma o antigo colégio São Francisco numa grande creche com condição de atender a demanda reprimida.




PARTIDO PROGRESSISTA E O GOVERNO AMADEU


Esse assunto, também foi tema de comentários  aqui no blog, o presidente do partido acompanhado do ex-prefeito bateu na porta do prefeito para discutir, e/ou solicitar a entrada no governo, pois mesmo não fazendo parte da base, o único vereador do partido apóia o governo, vota e defende o governo. Mas a exigência do presidente do partido,  não foram aceitar pelo prefeito Amadeu Boeira, afinal de contas, segundo fontes as tais exigências do presidente e sua arrogância, inviabilizaram o acerto. Após o não do prefeito, o gestor do PP, se revoltou, e mudou de ideia, tanto que concedeu entrevista prometendo enquadrar seu vereador; tanto que, já convocou ao diretório para deliberar sobre o caso, mas já adiantou a posição do partido, é oposição ao executivo, e não aceita que seu vereador vote diferente da decisão da sigla.

A postura do presidente gestor, é no mínimo incoerente, pois se o prefeito aceitasse suas exigências, entre elas de dar a ele a secretaria de desenvolvimento, ou seja uma vaga no secretariado ele seria favorável, nesse caso, ele na verdade procurava um cargo para ele, advogava em causa própria. Agora, o partido já esta em pé de guerra, e o comando da sigla vai ser disputado o voto, aqueles que querem ser governo, contra os que não querem ser governo.

Na verdade, o partido progressista precisa cair na realidade, e assumir que já foi o maior partido de Vacaria, mas hoje vive apenas de lembranças e de seu passado, ou muda a sua postura, ou vai continuar crescendo igual rabo de cavalo.

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

A TRANSIÇÃO DO GOVERNO

Faltando exatamente 60 dias para o fim do atual governo , o prefeito eleito por meio da sua equipe transição; na tentativa de se inteirar da situação do município. Segundo um membro da tal equipe , a coisa não é nada boa, aliás , quem acompanha Eusébio comentários, já está careca de saber, só um importante ingênuo pensaria diferente.
A herança financeira que o novo prefeito aí receber , seguirá a regra, ou seja, que sucede administrações o partido dos trabalhadores recebe dívidas , e o cofre raspado; na verdade, esse cenário afastou muita gente da disputa.

Com relação ao cenário, a coisa é muito feia, e para piorar , o prefeito atual tenta algumas ações que poderiam e deveriam ser adiadas ; afinal de contas ele está nos últimos dias de seus oito anos de governo . Por isso, o prefeito eleito, já bateu na porta do Ministério Público , e já notificou o prefeito sobre esses atos. Segundo um dos membros a transição , o prefeito atual quer licitar ainda no seu mandato, novos contratos com as empresas que terceirizam serviços de mão de obra com o município , ou seja, aqueles cargos disfarçados de CC, e que não constam na folha.
Certamente , o intenção desse governo, e manter os apadrinhados no seu cargo, nesse pacote, vem junto a empresa que contrata os estagiários , que ultrapassa duzentas contratações .  Ainda segundo esse membro da transição , o custo mensal com pagamentos os terceirizados e/ ou  estagiários , passa de oitocentos ilha reais por mês.
Por isso, a auditoria prometida pelo prefeito eleito , deve ser a sua primeira providência.
O prefeito eleito, continua firme na promessa de cortar gastos, segundo esse membro da transição , no máximo  secretarias serão preenchidas, e o número de CC será muito reduzido .
O prefeito em exercício deve mandar para câmara  mudança da lei que exige segundo grau para ocupar cargos de chefia no município , cabe lembrar que desde 2011 quando essa lei entrou em vigor, muitos chefes desse governo estavam irregularmente no cargo, pois essa lei criado pelo governo atual, além de ser descumprida por ele, gera sério problemas na administração, pois exige que um chefe de turma de serviços básicos como esgoto, calçamento, limpeza, tenha o segundo grau completo, caso contrário, esta impossibilitado de exercer essa função.

Ainda com relação aos novos secretários, apenas três secretários anunciados, mas sem pressa para os demais.

Com relação a transição, na verdade só acontece mesmo em Janeiro com a troca de governo, quando os novos secretários assumem junto com o prefeito eleito, até lá essa idas e vindas da equipe de transição, não passa de um ritual.


sexta-feira, 21 de outubro de 2016

A FORMAÇÃO DO NOVO GOVERNO

O prefeito eleito, aos poucos vai montando sua equipe. Anunciou mais um secretário, e o responsável pelas estradas do interior; aos poucos e sem pressa, vai formando a sua equipe, ainda rem muito tempo, aos poucos tudo vai sendo ajritado.

A transição de govrrno corre dentro da normalidade, sob o comando de Gilmar Boeira, futuro secretário geral de govrrno, homem com 12 anos de executivo, e de boas relações com o atual prefeito do PT. 

Certamente, será o homem forte do futuro prefeito, com a divulgação do futuro secretário da assistência social, ainda restam nove pastas para serem preenchidas; além das diretorias e chefias de departamentos. 

Com relação a uma lei que exige segundo grau para ocupar o cargo de secretário, conversei com prefeito de Vacaria, Eloi Poltronieri, exatamente isso, depois de oito anos, voltei a falar com o atual prefeito; falamos da eleição, do futuro de Vacaria, e das expectativas do novo governo, e sobre a tal lei.

Com relação a essa lei, fui informado pelo prefeito, que está  em vigor desde 2011, e que a lei na verdade, exige segundo grau completo, para todo e qualquer cargo de chefia, independente do escalão.  Por isso, segundo o prefeito Poltronieri, o departamento jurídico está encumbido de fazer um estudo aprofudado do caso, a após essa análise, ele vai adotar a medida indicada ao caso; ao que tudo indica, um novo projeto será encaminhado para sanar esse problema. 
Caso se confirme essa proibição, cabera ao legislativo efetuar a mudança, mas em caso positivo, ao longo desse tempo varios ocupantes de cargos de chefia, estiveram irregularmente ns sua função.

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

O TIME DO NOVO PREFEITO



O prefeito eleito começou a escalar o seu primeiro escalão, anunciou os seus primeiros secretários que vão compor o seu governo; Geral do Governo, Gilmar Boeira (PMDB/Monte alegre), Agricultura, Giuliano da Rosa (PMDB) e Antônio Almeida, secretário de Obras. Considerando que o numero de secretarias, ainda faltam 10 nomes para completar o primeiro escalão, cabe lembrar que 3 secretarias são do PMDB, que vai indicar os nomes para educação e para saúde.

Assim sendo, sobram 10 secretarias para serem divididas entre o seu partido e/ou apoiadores de campanha, mas certamente serão usadas para atrair partidos de oposição visando maioria na Câmara; pois a coligação que apoiou o prefeito elegeu apenas 4 vereadores, nesse caso será preciso no mínimo mais 4 para conquistar uma maioria absoluta. Acontece que o prefeito eleito tem 20 anos de mandato, e conhece como poucos os caminhos dentro do legislativo, e é um homem de habilidades na arte de negociar apoio.

O sonho de consumo é o PSB, que elegeu junto com o PT, a maior bancada no legislativo, e seu apoio renderia três votos, além disso, a relação entre os dois candidatos ao longo da campanha foi de cordialidade, sem ataques entre eles.

Por outro lado, o Partido Progressista (PP), reuni seu diretório na noite de hoje para por em votação o apoio ao governo do futuro prefeito Amadeu Boeira, vem de pires na mão pedir cargos em troca de um voto; o mais absurdo nisso tudo, é que as maiores acusações e calúnias contra o prefeito eleito, e apoiadores partiu desse partido, todos acusavam o candidato de analfabeto, sem preparo, entre outras acusações muito mais graves. Mas como na política a batalha por um cargo apaga tudo, parece que a história se repete; mas segundo uma fonte interna, a ala da candidata derrotada, não quer nem ouvir pensar nessa possibilidade, quero de público elogiar a postura da candidata e de seus apoiadores. Com relação ao vereador eleito, e público e notório que ele recebeu apoio do clã dos Covatti ao longo da sua campanha, através do assessor aqui no município, e a participação do PP no governo do PSDB fortaleceria sem duvidas a família da presidente a da assembleia legislativa na cidade.


sexta-feira, 14 de outubro de 2016



O FUTURO GOVERNO

A grande expectativa do povo em Vacaria, é como vai ser o futuro governo de Amadeu Boeira, que alias eu ajudei a eleger, mais tive um papel muito importante na sua vitória; não se trata de falta de modéstia, pois essa avaliação foi feita pela candidata que ficou em segundo lugar, numa entrevista concedida ao Paulo Furtado (negritude). Segundo a ela, dois motivos foram cruciais para o êxito de Amadeu, a pesquisa, e a minha participação na campanha; com da devida vênia quero discordar em partes, pois a vitória deve ser atribuída ao bom desempenho do meu candidato.


Mas com relação ao futuro governo, e sua possível formação, conversei com o prefeito eleito hoje pela manhã, mais uma vez tive a convicção de ter acertado na minha escolha, Amadeu Boeira, continua firme no seu propósito de cortar gastos, enxugar a máquina, zelar pelo dinheiro do povo. Segundo ele, não tem nada definido, não existe ainda um nome escolhido para secretário (a), a única coisa certa até agora é que o PMDB levara três secretarias, considerando o desempenho pífio do partido na eleição, Caso sua participação no secretariado, fosse proporcional ao seu desempenho, não levaria esse número, mas o acordo foi feito antes da eleição.

Com relação aos outros partidos da coligação, tudo ainda esta em fase de conversações, nada definido também, tudo no seu devido tempo.

Entendo que assim acaba as especulações sobre nomes que estarão no governo, e/ou não estarão no governo, é evidente que, quem vai fazer parte de seu governo, são pessoas de sua confiança, e que estiveram ao seu lado na campanha, seria uma imbecilidade imaginar algo diferente, afinal é assim que funciona a politica.

Ainda com relação a cargos, quero mais uma vez ressaltar, que a prefeitura não é o local para resolver o problema de emprego da companheirada, muito menos tábua de salvação para candidatos que não conseguiram se reeleger, esses o povo já dispensou, mandou para casa; a população deu o recado.

Não podemos tratar a coisa pública como uma mesa farta, aonde todos chegam e se servem até saciar a sua fome, afinal de contas a prefeitura é do povo, e todo aquele que for escolhido pelo futuro prefeito deve suar a camisa e honrar p convite, caso contrário será demitido, esse foi o compromisso de Amadeu Boeira na campanha, e será cobrado por isso.


Por outro lado, precisamos deixar o novo prefeito escolher com calma sua equipe, afinal de contas, ele só assume em Janeiro, no dia primeiro, e ainda tem tempo suficiente para com calma escalar seu time, e não serão os adversários que iram dar as cartas




sexta-feira, 7 de outubro de 2016

VALE QUANTO PESA

Sou um homem criado no campo, e essa expressão é muito utilizada para definir o valor de um bovino, na balança seu peso determina o seu valor. Na politica o tamanho e o valor de cada partido, é medido conforme seu desempenho na eleição.

Assim sendo, é possível afirmar que teve partido que cresceu, teve partido que se manteve, e teve partido que encolheu, fruto de seus donos, seus comandantes, que ainda pensam que estamos na época dos Farroupilhas, inclusive no discurso. Basta analisar o desempenho das ciclas no legislativo, que vamos ter um retrato falado da rela situação. Entretanto, precisamos descontar o desempenho de partidos que elegeram candidatos que ocuparam CC ao longo dos quatro anos, exercendo seu cargo em locais estratégicos, fazendo favores, organizando eventos, ajudando a comunidade. Ou seja, cortesia com o chapéu alheio. Tanque que, os partidos da via popular, elegeram elegeram 10 vereadores, num universo de quinze, sem dúvida alguma, estar com a máquina na mão ajuda na hora do voto.

Assim sendo, vamos as composições na câmara, vou começar pelos partidos governistas:

Partido Trabalhista Brasileiro(PTB), aumentou sua bancada, ao corrigir o erro cometido na eleição passada, quando deu legende para o PSB e elegeu apenas um vereador, nessa eleição dobrou a bancada, mas como afirmei acime, elegeu um CC que atuava na assistência social, e reelegeu seu vereador, o maior defensor do governo do PT, e aquele que tinha a caneta na mão para indicar o cargos. Nesse caso, deu a lógica.


Partido do trabalhadores(PT), manteve a bancada, mas dois dos novos, ocupavam locais estratégicos no governo, obras e habitação, tanto que derrubaram dois vereadores, um dos quias só se elegeu na eleição passada por ter sido secretário da habitação.

Partido Democrático Trabalhista(PDT), dobrou a sua participação no legislativo, como já era previsto, uma vez que a sigla tinha o candidato para prefeito, e um dos eleito, ocupava cargo no governo.

Partido Socialista Brasileiro (PSB), sempre falei que esse partido era uma oposição disfarçada, sempre foi governo, apesar da negativas, elegeu três vereadores, dois dois quias ocupantes de cargos no governo do PT até os 45 minutos do segundo tempo.
TPartido da Social Democracia(PSD), o partido do futuro prefeito, dobrou a sua representatividade na câmara, apesar da nominata fraquíssima, contou com a figura do candidato que ajudou a somar votos, confesso que eu espera mais uma vaga.

Partido do Movimento Democrático Brasileiro(PMDB), o partido do vice prefeito do candidato eleito, na minha opinião, foi a grande decepção da eleição, perdeu espaço no legislativo, não conseguiu reeleger o candidato preferencial do cúpula, que fez uma votação ridícula, e elegeu um jovem desconhecido, que nos bastidores não era visto com bons olhos pelos caciques do partido,apesar de ter o vereador mais votado da eleição, seus votos são pessoais, e também ficou muito abaixo das expectativas.

Partido Progressista Brasileiro(PP), um partido em extinção, ficou dentro das minhas previsões, sempre falei que a nominata era fraquíssima, que seu foi entregue a neófitos, deu a lógica.


GOVERNO SARTORI 


Tudo na vida tem um prazo, e paciência também tem limites, todos nós sabemos que o PT, quebrou a nação e o estado, mas um governo não se faz apenas com desculpas e lamentações; é preciso agir, ta mais que na hora do governo iniciar. O governo do PMDB, não apresenta soluções para nada, virou apenas um muro de lamentações, desculpas de todo lado, aquela balela que meu partido é o rio grande já era.

Nosso estado, é o verdadeiro estado do lá tinha, tinha segurança, tinha salários em dia, tinha obras, tinha esperança, tinha governador, e agora José? Todos nós sabemos que o Tarso quebrou o estado, mas e dai, eu quero ação, chega de omissão, de conversa fiada, de secretário viajar de helicóptero para avisar que não tem dinheiro, para tirar foto. Tudo tem limites, a nossa paciência também.









quinta-feira, 6 de outubro de 2016

O RESULTADO DA ELEIÇÃO E SUAS CONSEQUÊNCIAS.


Após o resultado das urnas, as entrevistas dos candidatos, é preciso analisar o pleito com a imparcialidade de sempre; no executivo e no legislativo.

 Com relação ao resultado, não teve surpresa, a única ressalva é com relação às votações de cada candidato, e uma alteração na segunda posição. Mas considerando que o segundo é sempre o primeiro dos perdedores, tudo no seu devido lugar.

Vou começar falando da eleição para prefeito, inédita por apresentar pela primeira vez na história do município apenas vereadores (a) na disputa, todos com um longo tempo de vida pública através de seus mandatos. Por isso, pessoas conhecidas na cidade. A campanha trouxe surpresas, pois o resultado apresentou uma disputa acirrada entre os quatro candidatos, sendo definidos entre os dois primeiros colocados quase que voto a voto.


A surpresa da eleição foi o bom desempenho do candidato do PSB, que apostou no discurso do mais preparado, e acabou se dando bem; conseguindo eleger a maior bancada da câmara junto do o partido governista. Por outro lado, não é correto atribuir a ele o bom desempenho de seus candidatos, pois dois dos eleitos ocuparam cargos de confiança no atual governo, e é correto afirmar que o cargo que ocuparam no governo foi fundamental para garantir suas votações. Por outro lado, devemos elogiar a visão do presidente do PSB, quando trouxe para sua agremiação nomes com grande penetração na comunidade, tanto que, a sua legenda teve candidatos com votação superior a vereadores de outras siglas e não se elegeram.

Ficou mais uma vez comprado, que os partidos perderam a importância junto ao eleitorado, as coligações e/ou junção de partido não tem importância na campanha, em alguns casos até atrapalha. Outro fato a ser considerado, é com relação ao PMDB e PP, uma esta praticamente acabou no município, e o outro caminha a passos largos para o mesmo fim, caso não se recicle; a participação no futuro governo pode ser a salvação da lavoura.


O resultado também decretou o fim da carreira politica de uma dezena de políticos, uns devido ao resultado da majoritária e o restante devido a não reeleição no legislativo.


Com relação à composição da câmara, devemos saudar a renovação, apenas três dos atuais conseguiu permanecer no poder, mas é preciso considerar que 05 não concorreram devido sua participação na corrida para o governo municipal.
Com relação a essa tão falada renovação, ficou evidente que quatro anos no executivo é fator decisivo na disputa por uma cadeira. Acontece que dos 12 novos vereadores, seis deles são oriundos do governo atual, todos com participação em secretarias e/ou departamentos importantes do governo, que através do cargo se tornaram conhecidos da população, e na hora de pedir o voto levaram uma grande vantagem, que sirva de alerta aos futuros componentes do novo governo.

O futuro governo conta com apenas quatro vereadores, vai ter de negociar apoio; para conseguir a maioria e aprovar seus projetos, pois conforme falou na campanha, ele pretende implementar uma série de ações, que só poderão acontecer com a anuência da câmara, mas sei da intenção dos novos legisladores, todos prometem aprovar aquilo que for de interesse do município; e nesse caso o importante é ter bons projetos, sem negociatas como fez o atual governo, que ficou refém da sua base, e teve que inchar o governo para atender pedidos. 

O futuro prefeito tem 20 anos de legislativo, e é uma politico hábil, certamente saberá como se relacionar com a casa que ele conhece como ninguém.











domingo, 25 de setembro de 2016

O resultado da pesquisa INDEX, deixa bem claro o cenário eleitoral do momento, pois aponta as intenções de voto de cada candidato, e a sua rejeição. Todos sabem que a rejeição pode inviabilizar uma candidatura; no quadro abaixo, podemos visualizar a situação dos quatro candidatos; onde a terceira colocada nas pesquisas lidera no quesito rejeição. Assim sendo, não é necessário ser um cientista politico, para afirmar que uma candidatura com esses números não a mínima chance de brigar pela ponta da tabela.









sexta-feira, 23 de setembro de 2016

PESQUISA INDEX

O juiz eleitoral acaba de autorizar a divulgação da pesquisa da coligação Vacaria Melhor, que aponta Amadeu Boeira 45 como futuro prefeito de Vacaria, aliás, como o blog já apontava.

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

ELEIÇÃO MUNICIPAL

A campanha entra na reta final, falta apenas 10 dias para a eleição, devido à nova legislação eleitoral, os candidatos aproveitam ao máximo os debates para apresentar suas propostas. O eleitor já tem seu voto praticamente definido, ao que tudo indica, o percentual de indecisos é muito pequeno, percebo isso nas minhas conversas, o candidato do prefeito tenta ao máximo se desvincular da estrela, mas tenta usar o prefeito como seu garoto propaganda, como seu cabo eleitoral. Esse jogo de sena não esta dando certo, e o candidato esta pagando o preço da grande rejeição ao PT.

Com relação aos candidatos, e/ou suas colocações na tabela de classificação rumo ao palácio municipal, cada um tenta puxar a brasa para o seu assado, mas reza a lenda que uma pesquisa registrada na justiça eleitoral, apresenta ao eleitor o real cenário da corrida eleitoral; nas capitais e/ou nas grandes cidades, os órgãos de imprensa se encarregam e encomendar essas pesquisas, como é o caso de Porto Alegre. Aqui em Vacaria, todos os candidatos e suas coligações encomendam pesquisas para consumo interno, sem registro, para monitorar o desempenho do seu candidato e dos adversários; mas sem registro e vedado por lei a sua divulgação.

A coligação Vacaria melhor encomendou pesquisa e registrou a mesma na justiça eleitoral, pois pretendia divulgar a real situação da disputa pela prefeitura; a referida pesquisa foi impugnada por todas as outras coligações; o juiz eleitoral após receber as impugnações, notificou a empresa que realizou a pesquisa e a coligação Vacaria Melhor, para apresentar sua defesa em 48 horas, após as justificativas, o juiz encaminha ao MP para sua manifestação, e em seguida decide pela divulgação ou não da referida pesquisa.

Cabe ainda ressaltar que impugnar pesquisa esta previsto na legislação, e é um ato normal, e que pesquisas são impugnadas todos os dias, o IBOPE maior instituto de pesquisa do Brasil, tem centenas de pesquisas impugnadas, e a ação dos partidos contrários a essa pesquisa é normal e legal. Por outro lado, cabe uma consideração, quem esta na liderança não toma esse tipo de atitude, o ato de impugnar é uma maneira legal de não deixar vir a público a real situação, outro fato que deve ser destacado, é que todos seguiram o PT na ação, até os argumentos são os mesmos, por ironia do destino, aqueles que se diziam contra o partido dos trabalhadores, contra o governo do PT, agora se juntam para impedir a divulgação dos números; ao que tudo indica o único candidato que é contra o partido dos trabalhadores é o Amadeu Boeira.


Sobre os questionamentos que recebo das pessoas, se a pesquisa vai ser divulgada ou não, a respondo que somente após a decisão do juiz eleitoral que saberemos, mas acredito que o desfecho sobre sua publicação ou não, não sai antes do final de semana.




terça-feira, 20 de setembro de 2016

A CAMPANHA E AS PESQUISAS

A campanha corre normalmente, as quatro candidaturas e suas coligações conduzem suas campanhas de maneiras irrepreensíveis até o momento. Os debates em alto nível, dão o tom da campanha, as discussões acaloradas, ficam por conta da militância, que funciona como uma torcida organizada, e como alguns são pagos, precisam fazer barulho, mas isso faz parte do folclore.


O desempenho de cada candidato, não difere muito daquilo que já vinha se desenhado no período pré eleitoral, mas a teimosia de alguns imperou, e o cavalo passou encilhado, aproveitando o dia da revolução farroupilha.

Na verdade, o cenário atual, mostra o candidato do PSDB com uma aceitação jamais vista nas últimas eleições, por outro lado o candidato do PT ao que tudo indica caiu em desgraça, a rejeição ao PT matou a sua candidatura, e para piorar o atual prefeito sufoca o candidato, tentando aparecer mais que ele, e numa tentativa desesperada fez da campanha, um portal de seu governo, desastrado governo.


Com relação as outras duas candidaturas, dentro do esperado, já atingiram seu teto, não decolaram, já nasceram fadadas ao fracasso.


PESQUISAS

Com relação a esse tema, é preciso esclarecer, que todos as coligações usam essa ferramenta, e que me atire a primeira pedra aquela coligação que ainda não fez no mínimo uma pesquisa. A pesquisa serve para acompanhar o desempenho do seu e dos outros candidatos, cabe ressaltar, que contratar pesquisas não é crime, divulgar pesquisas sem o registro na justiça eleitoral ai é crime; mas é preciso deixar a hipocrisia  de lado, e parar de desconsiderar aquela pesquisa onde o seu candidato não aparece com um bom desempenho. Na verdade, quem duvidas do desempenho dos adversários, deve registrar e publicar a sua pesquisa, não tenho conhecimento até agora de pesquisa registrada, que duas coligações encaminharam pedido de registro, e que faço questão de divulgar assim que a justiça eleitoral autorize.

Por outro lado, entendo que a boataria sobre pesquisas falsas, não contribui com o processo, me parece mais o choro do perdedor, sei que uma coligação contratou uma pesquisa junto ao Instituo Imagem Comunicação Política Silvana de Carli e Longo, e que a intenção dessa coligação era registrar e publicar a referida pesquisa, mas segundo uma fonte interna da coligação, ao receber o resultado o presidente do maior partido da mesma surtou, não aceitou o fraco desempenho da sua candidata, e exigiu uma reunião com o diretor do referido instituto para dar explicações.

A pesquisa séria, reflete a realidade do cenário, não existe mágica, a pesquisa não fabrica votos, e desqualificá-la sem argumentos é enganar a si próprio.















segunda-feira, 29 de agosto de 2016

INSEGURANÇA E MEDO

A falta de segurança no estado assusta a população do campo e das cidades, ninguém escapa, o medo tomou conta. A inércia do nosso governo deixa o povo gaúcho nas mãos da bandidagem, passado quase dois anos desse governo o crime aumenta dia a dia, nem as pequenas cidades escapam, e o medo impera por todos os lados.

A falta de segurança começa na falta de policiais, mas passa também, pela ação da justiça, pois a policia prende num dia, e no outro a justiça coloca na rua bandidos de alta periculosidade; o povo que foi desarmado pelo governo do esta indefeso, e mesmo trancado dentro de suas casas, não esta seguro. A falta de segurança começa no campo, passa pelas pequenas cidades, mas atinge e atinge seu ápice em Poro Alegre, nossa capital, nas barbas do governador, Um exemplo da falta de segurança nas pequenas localidades, acontece aqui perto, em Campestre da Serra, uma cidade acostumada com a tranquilidade, hoje vive com medo, assaltos, latrocínio e ate sequestro já aconteceu, segundo moradores, o medo impera na cidade. A chegada da força nacional, trás esperança aos moradores da capital, mas e o interior, quem vai ajudar, essa é a grande pergunta.








ELEIÇÃO MUNICIPAL


A corrida pela cadeira de prefeito continua, na verdade, ainda esta começando, passado doze dias de campanha, já é possível uma avaliação da campanha até agora.

Devido às restrições da legislação eleitoral, que estabelece limites, e dificulta às doações, a campanha é muito tímida. Por isso, os candidatos aproveitam os debates para se apresentar expor suas ideias, apresentar o seu projeto, pois nos debates a regra é clara, e todos estão em igualdade de condições.


Apesar dos limites estabelecidos pela lei, é visível a disparidade entre os candidatos, o uso da máquina e o abuso do poder econômico são evidentes, salta aos olhos, chega ser um deboche.

Com relação ao uso da máquina, basta andar pelas ruas, pelos bairros, e observar tudo aquilo que vem sendo feito nos últimos dias, segundo moradores, esse tipo de serviço não foi feito ao longo dos últimos anos; outro fato a ser destaca é a presença de CC e assessores em debates, em pleno horário de expediente, na maior cara de pau, quando deveriam estar cumprindo com sua função, as fotos nas redes sociais não deixam duvidas.


Com relação ao abuso do poder econômico, uma das candidaturas, não deixa dúvidas, e rasga dinheiro, tanto que, corre a boca pequena que os valores aplicados até o presente momento, superam muitas vezes o teto estabelecido para campanha da majoritária.

Outro fato que precisa ser fiscalizado, diz respeito à compra de votos, como diz um velho ditado, onde existe fumaça, existe fogo, cabe às autoridades fiscalizar e punir, eu não creio em bruxas, mas dizem que elas existem; é evidente que aquele que recebe vantagem não vai entregar quem proporcionou essa vantagem, mas a boataria é grande, algo precisa ser feito; a disputa não pode ser decidida em cima do abuso do poder econômico. Tenho a mais absoluta certeza, que o Ministério Público esta atento, e tem o mecanismo para coibir as possíveis irregularidades.


O candidato do prefeito, tenta de todas as formas, se desvincular do partido do Lula/Dilma, mas cola no prefeito tentando faturar em cima de sua imagem, mas ao que tudo indica, sua candidatura estagnou, não decola mais, atingiu o seu teto.



terça-feira, 23 de agosto de 2016


IRRESPONSABILIDADE E INCOMPETÊNCIA

Fui procurado por alunos do Instituto Federal, localizado na área da FEPAGRO, desde o inicio do ano letivo. Segundo eles, o acesso de 03 km, é muito precário, a estrada sempre com muitos buracos, mas como tudo que esta ruim, sempre pode piorar, semana passada, com toda aquela chuva, os responsáveis pela secretaria de obras, resolveu mexer na estrada, e também colocar pedras, mas não sinalizou, e por se tratar de uma estrada do interior, da zona rural, é obvio que a visão durante a noite fica prejudicada. Acontece que, que a devida sinalização, quem se desloucou no turno da noite, acabou dando de cara com as pedras e canos, somado a lamaçal que estava no local, um aluno acabou se acidentando, bateu seu carro nos canos, no monte de pedra, conforme as fotos. Certamente mais um absurdo patrocinado por essa administração por colocar pessoas desqualificadas para comandar setores de extrema importância.