terça-feira, 26 de maio de 2015


DIRETO AO PONTO

Mais uma vez quero reiterar, que nas minhas postagens, eu emito minha opinião, ou falo sobre fatos concretos. Mas me reservo no direito constitucional de não revelar a fonte; muitas vezes os envolvidos saem praticando um verdadeiro caça as bruxas. Mas nem tudo aquilo que parece ser não tem relação com o foto.

Quando faço uma análise sobre um determinado setor, e/ou a atuação de agentes públicos, é a minha opinião, muito embora, na maioria das vezes eu retrato o pensamento das pessoas com quem eu falo. Vou dar um exemplo: Não falaria que a situação da saúde no município é péssima se essa não fosse à avaliação da maioria dos usuários do setor.

Por isso, quando falo sobre a atuação de alguns políticos locais, esteja certos que essa é a avaliação da maioria das pessoas; acontece que a maioria dos políticos, tanto do executivo quanto do legislativo estão acostumados a ouvir apenas a opinião daqueles que deles dependem, mas a realidade é muito diferente. Assim sendo, recomendo a alguns a leitura da fábula de La Fontaine (O burro que carregava adornos).

Gostem ou não vou falar sobre possíveis candidaturas ao executivo no ano de 2016, já que após a convenção do PP as especulações aumentaram. O partido progressista ainda vai oficializar seu presidente e executiva, escolheu o diretório, apresentou novos filiados, e mais nomes ainda estão por vir.

Com relação a nomes de possíveis candidatos ainda é prematuro afirmar, pois a politica é dinâmica, e pode mudar a qualquer momento; então vou falar dos possíveis candidatos (as) que são detentores de mandato no legislativo.

Na tradição política de nosso município, nunca um vereador chegou ao cargo de prefeito, parece que os partidos mais tradicionais sempre buscam uma alternativa que esteja fora do legislativo. Por isso, apenas Amadeu Boeira tem estofo para se lançar candidato, e vou expor as razões pelas quais acho que ele poderá ser um candidato.

1- Já declarou que não concorre mais para vereador

2- Tem o PSDB na mão, domina o partido.

3- Com o fim das coligações na proporcional a sua eleição ficaria quase improvável. Considerando que após sair do PP e do PMDB o seu partido sempre coligou na proporcional.



Com relação aos vereadores do PDT e PSB, mesmo correndo risco de não se eleger devido ao fim das coligações, não acredito em candidaturas solo para o executivo, no caso do vereador do PSB, resta à possibilidade de buscar um lugar de vice na chapa do PMDB ou PP, pois na via teria cacife para ser cabeça de chapa, já o vereador da via popular terão como opção arriscar a reeleição e ficar na via torcendo para em caso de vitória buscar uma colocação no executivo. Cabe lembrar que a via popular tem um exército de CC para trabalhar na campanha com o objetivo de se manter na boca. 










segunda-feira, 25 de maio de 2015

SAÚDE

QUEM PODE PODE
A situação da saúde é a mesma, ou seja: Péssima. A CPI instalada na câmara, apenas investiga o hospital, que apesar dos problemas é o que temos para o momento. Mas a UPA e o sistema municipal de saúde ninguém que botar a mão, abri a caixa preta. Na unidade de pronto atendimento, a coisa continua de mal a pior, a secretaria saiu e tudo continua igual, demora no atendimento, falta de médico, apenas um profissional quando a lei diz que tem de ser dois e segue o baile. Os relatos na demora no atendimento durante o final de semana, sábado e domingo são extensos, basta dar uma olha nas redes sociais.

Com relação a essa demora, um amigo que foi levar seu bebe para um consulta no sábado, chegou por volta das 6 horas da manhã e até às 9 horas ninguém atendia, e o médico segundo funcionários dormia o sono dos justos, afinal ele merece descansar, é um ser humano, Mas o médico não imaginava que na fila de espera, de longa espera, estava um assessor, funcionário de um vereador da base do prefeito, eis que cansado de esperar ligou para seu chefe, o vereador da base do prefeito, que imediatamente ligou para o secretário da saúde, que se deslocou até a UPA, vou abrir um parêntese para elogiar a atitude do novo secretario. Ao chegar a UPA, foi aquele reboliço, e o Doutor meio sonolento saiu da cama; e para não ter mais problema, passou o funcionário do vereador na frente de todos os outros pacientes, independente da ordem de chega.


Por isso, mais uma vez reafirmo, que tem padrinho não morre pagão. Viva o PT e seus defensores na câmara, que só estão na base graças aos cargos espraiados pela administração. Já que falo em PT um termo do galo missioneiro Olívio Dutra,
PARTIDO PROGRESSISTA

O partido progressista de Vacaria realizou sua convenção no último sábado; Na pauta escolha do novo diretório. A executiva do partido e o novo presidente serão escolhidos num prazo de cinco dias uteis.


O novo presidente terá como missão comandar o partido para disputa da eleição municipal de 2016, a o novo diretório apresenta renovações com novos integrantes. Além da escolha dos novos integrantes, o presidente que deixava o cargo Ângelo Pegoraro anunciou uma série de novas filiações, tendo com destaque as filiações do Flávio Maciel ex-presidente da CIC, do médio Marco Antônio Mahafus e do empresário Sergio De Rossi, segundo Pegoraro, novas filiações de peso estão a caminho, dessa forma o partido amplia o legue de opções de candidaturas ao legislativo e ao executivo. A nova postura do partido tem como meta principal a eleição municipal de 2016.


quinta-feira, 21 de maio de 2015

DE OLHO EM 2016
















A politica brasileira definitivamente caiu em descrédito, essa situação é fruto dos políticos, que na sua grande praticam uma política do toma lá da cá. O descrédito com a política permite que os maus políticos se mantenham no poder por tempo indeterminado. Pensando em mudar essa situação, o PP de Vacaria, vai ele eleger movo diretório no próximo sábado; com o objetivo de renovar o partido.

O partido progressista de Vacaria vive um de seus piores momentos, deixou de ser protagonista e passou a ser um mero expectador; num passado recente, comandava o município, na pessoa de Ângelo Pegoraro, tinha Francisco Appio como seu representante na assembleia legislativa, e por um mandato junto à câmara federal. Aqui no município o partido tinha maioria na câmara de vereadores, com uma composição atuante e fiel ao partido. A realidade atual é bem diferente, o partido esta fora do executivo por três mandatos, vai completar 12 anos, perdeu seu representante na assembleia já faz tempo; e deixou de ter uma banca forte na câmara de vereadores, pois faz tempo que não elege mais que dois vereadores, e o pior o vereador eleito pela sigla, pelo segundo mandato consecutivo se posiciona contra o partido, inclusive na campanha trabalhando contra o candidato do partido. Alias essa tem sido a tônica nas campanhas, o candidato do PP é vitima do fogo amigo por parte de alguns candidatos ao legislativo, o partido que chegou a ter oito das dezenove cadeiras no legislativo hoje apenas cumpre tabela, a representatividade no legislativo é inócua, apagada, sem voz, a bancada do PP praticamente inexiste apesar de contar com duas cadeiras. Acontece que o vereador faz parte da base do governo e a vereadora tem uma atuação discretíssima.


O atual presidente e principal nome do partido para a próxima eleição não permanecerá no comando, José Sozo é o nome preferido, mas resiste em aceitar alegando falta de tempo devido aos seus negócios. Cabe ressaltar que Sozo é um dos nomes do partido para o próximo pleito. Segundo o atual presidente o partido vai apresentar novas filiações, nomes novos e de grande credibilidade que vão ajudar na renovação do partido e com grande potencial de concorrer a um cargo eletivo seguindo a linha da renovação. Considerando que a próxima eleição não terá coligação na proporcional ter bons nomes é a única saída para aumentar a bancada na câmara, pois casos contrários apenas àqueles que gastam verdadeiras fortunas, espalhando dinheiro pelas ruas conseguem se eleger. Alias com relação ao gasto de alguns vereadores, se compararem a prestação de contas com a estrutura de campanha, temos a certeza que nossa justiça é cega, pois a relação dos gastos de campanha de alguns chega a ser uma piada.

terça-feira, 19 de maio de 2015

SAÚDE E A CPI


A saúde vai mal. Essa situação precária levou a criação de uma CPI para investigar os problemas; já falei que a CPI deveria ser mais ampla, e deveria abrir a caixa preta da UPA e de todo atendimento sob comando da secretaria da saúde do município.

Com relação a CPI, segundo seu presidente, hoje a comissão começa os trabalhos visando investigar o hospital; por isso, vai ouvir pessoas com problemas no atendimento e o médico Sergio Soldera.

Ainda com relação ao hospital, fui informado que o município renovou o contrato, e aumentou os valores. Essa é uma boa noticia, resta saber se a melhora no atendimento vai ser proporcional ao aumento nos recursos, pois sabemos que o atendimento na urgência e emergência é ineficiente. Com relação ao adjetivo ineficiente que ressaltar que estou sendo generoso. Essa semana chegou a meu conhecimento uma série de irregularidades praticadas pelo hospital, uma extremamente grave, por isso, repassei ao presidente da CPI. Algumas já de conhecimento público, como a cobrança de caução, que é ilegal segundo a justiça, e também relacionada ao plantão médico e do fisioterapeuta.

Na verdade quem deveria colocar ordem na casa é o poder executivo, que paga mensalmente despeja nos cofres do hospital altas somas de dinheiro público (do povo) e não fiscaliza, não exige um bom atendimento. Por outro lado, como poderia exigir se não presta um bom atendimento na UPA e/ou nas Unidades Básicas de Saúde.

Com relação a CPI, ao que tudo indica o presidente e o assessor jurídico que se posicionaram contra a convocação do médico Sergio Soldera, voltaram atrás, pois o profissional vai prestar depoimento por iniciativa própria, sendo que se recusou a ir a CPI anteriormente e contou com o aval do presidente e do assessor jurídico da casa.

Como com saúde não se brinca, o que todos nós desejamos é que tudo fique bem esclarecido e o povo recebe aquilo que a constituição lhe garante, mas uma coisa é certa: no setor da saúde não existe santo, e quem pode mais chora menos.

sexta-feira, 15 de maio de 2015

                                                               
CRISE

O Brasil vive duas crises, a econômica e a de credibilidade do governo. Acontece que a economia esta em crise graças à incompetência do governo e de sua falta de responsabilidade. O ajuste nas contas públicas que esta sendo proposto pelo governo, já deveria ter sido feito ao longo dos 12 anos de governo do PT; mas como o objetivo sempre foi enganar e se manter no poder, a irresponsabilidade falou mais alto, em nome de um projeto de poder. O plano de ajuste fiscal do governo impõe sacrifícios apenas para o povo, pois o governo não corta gastos, não diminui ministérios, não corta cargos, e gasta milhões em propagando para tentar enganar o povo dizendo que o ajuste é preciso, que vai ser bom para o povo e culpa a crise internacional. Mas o povo continua morrendo nas filas nos hospitais públicos, já o Lula e a turma do PT usam o Albert Einstein.

A crise é geral, e já chegou aqui no município, o executivo já avisou que vai cortar gastos, na saúde a ordem é economizar tudo, da luz a curativo; exceto os cargos dos apadrinhados políticos, esses são intocáveis. A situação é preocupante, segundo fontes, ao governo federal não esta fazendo os repasses para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), segundo fonte isso já acontece faz tempo, mas como o prefeito é do mesmo partido a lei do silêncio impera.

A falta de repasses caso continue, vai obrigar o município a suspender o atendimento 24 horas na UPA, segundo fontes nesse caso o atendimento no turno da noite poderá ser suspenso. Mas como desgraça pouca é bobagem, a secretaria pode suspender também as viagens com pacientes para consultas e/ou tratamentos em outros municípios. Caso isso venha ocorrer, será a primeira vez na história que esse serviço deixara de ser prestado; como disse anteriormente, isso ainda são apenas boatos, mas com grande possibilidade de se tornar realidade.

ZONA AZUL
Sempre fui um defensor da zona azul desde sua instalação. Entendo que sem o estacionamento rotativo pago é impossível estacionar no centro de Vacaria; mas já esta na hora de alguns ajustes nesse serviço.  A reclamação da indústria da multa é generalizada, a incoerência de alguns fiscais também. Moro numa rua com a zona azul, e posso afirmar que muitas vezes o motorista desce do carro e vai à procura do fiscal para comprar sua cartela, e quando volta já foi notificado. Além disso, a sociedade precisa saber qual o montante de recurso é movimentado com esse serviço, se é superavitário ou deficitário; se a população esta satisfeita com esse serviço ou não. O ser humano é passível de falhas e de incoerências, não estaria na hora de pensar no parquímetro?






quarta-feira, 13 de maio de 2015

As especulações sobre possíveis  candidatos  ao governo do município vão surgindo ao natural. Além dos nomes já citas pertencentes a via popular, começam a ganhar força outras candidaturas na oposição. Veja o caso do PMDB, que além dos tradicionais postulantes a vaga como Ibere e Elisabete Vargas, começa a ganhar força o nome do empresário Celso Gobetti, que já foi diretor do Glória, que entraria na campanha com uma visão empresarial, fugindo das candidaturas tradicionais. Como afirmei em outro comentário, apenas PP e PMDB terão candidatos oposicionistas ao atual governo, pois qualquer nome que faça parte da via mesmo desvinculado do PT, vai manter a marca e/ou o rótulo de governista, representante do empreguismo e do desgoverno. Com a possibilidade concreta de incorporação do DEM pelo PTB na próxima eleição poderemos ter PP e PMDB em faixa própria mas ambos contra o atual governo.