segunda-feira, 13 de outubro de 2014

A EXPOVAC



Ao longo da semana comentei nas paginas de relacionamento, sobre a expovac. Nos meus comentários, questionei o alto custo do ingresso para entrar no parque, pois devidos aos shows, ninguém poderia entrar sem pagar o valor do ingresso para assistir os espetáculos, mesmo não querendo assistir. Como vivemos numa democracia, apesar do PT, recebi algumas críticas, e as aceito sem problema, pois não sou o dono da verdade, respeito as opinião contrárias. Por outro lado, quero mais uma vez reafirmar que, não faço parte da imprensa (oficial) aquele que ganha para ser omissa, que é subserviente ao governo do PT, que emprega esposas na prefeitura e/ou que fatura alto com as propagandas do executivo local que gastam milhões nesse quesito. Ao contrário da imprensa que antes do PT se instalar no governo, fazia reportagens diárias com a unidade móvel nos bairros, com entrevistas interativas, que chegava a levar bolo para comemorar aniversário dos buracos pelas ruas da cidade, e hoje faz vistas grossas e se nega a levar ao ar reclamações da comunidade.

Mas voltando ao tema expovac, quero ressaltar e cobrar explicação do executivo sobre algumas coisas que ainda não foram esclarecidas. Segundo fiquei sabendo, a prefeitura firmou convênio com a associação rural, que é quem organiza o evento no valor de R$ 30.000 (trinta mil reais) imagino que esse valor tinha como objetivo ajudar nos custos do evento. Acontece que, os espaços vendidos custavam caro, o ingresso para entrar no parque igualmente caro, e ao que tudo indica, a organização e o comando do evento ficaram a critério do secretário municipal de desenvolvimento; e segundo suas postagens foi ele o grande responsável pela organização. Por isso, quero fazer alguns questionamentos com relação a esse evento. 1- Quem organizou o evento? 2- Qual a destinação do valor repassado pelo município 3- Quais os critérios usados pra escolher uma única marca de cerveja para ser comercializado 4- Qual a razão para repassar os shows para uma empresa de fora que veio aqui em Vacaria. O secretario precisa explicar de quem era a responsabilidade da festa, pois se era do município a escolha da empresa que vendeu a sua cerveja precisava passar por uma concorrência, se os shows eram sob a responsabilidade do município o secretario não poderia ficar fazendo sorteio de ingressos e muito menos se promovendo à custa do dinheiro público. Por outro lado, se o município não era quem organizou da mesma forma não poderia ficar se auto promovendo, afinal de contas à associação rural e dos produtores associados, e nem eles tinham livre acesso ao parque do qual são os verdadeiros donos; além disso, o poder público não pode e não deve se envolver e negociações envolvendo exclusividade na venda de bebidas e muito menos na contratação de shows, pois para isso acontecer e para o bem da transparência, tudo precisa ser licitado, colocado às claras em pratos limpos. Cobrar a transparência nos gastos do nosso dinheiro, não quer dizer ser contra os grandes eventos, ser contra grandes shows. Mais uma vez quero repetir que no serviço público não basta ser honesto, tem de parecer honesto, ainda mais num momento em que o povo brasileiro a cada dia é brindado com novos escândalos de corrupção (roubalheira) patrocinada pelos governos do PT. É inegável que a feira foi diferente, shows e até voos panorâmicos com uma aeronave, que segundo ouvi dizer, esses voos teriam sido patrocinados por empresas; ainda não sei quais empresas e por qual motivo, mas em breve pretendo descobrir a razão e/ou a finalidade desse tipo de serviço e quais os benefícios trouxe para o evento. Quero mais uma vez reafirmar que o uso de dinheiro público precisa ser explicado sempre, afinal falta verba para saúde, para educação, para ajudar a ONG passo amigo, mas sobra para autopromoção. Queremos uma explicação plausível para o caso.

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

PERSEGUIÇÕES

PERSEGUIÇÃO

Perseguir funcionários já virou uma prática comum na administração do PT aqui em Vacaria. Já comentei por diversas vezes essa situação, e ao que tudo indica, a secretária da saúde é a campeã no quesito; mas isso acontece em todos os setores. Faz alguns dias que comentei esse fato devido a denuncias que recebi de alguns funcionários, mas o interessante é que muitos outros entraram em contato comigo, pensando que meu comentário e/ou denuncia era referente ao seu caso. Acontece que depois que fiz a postagem a secretário promoveu uma verdadeira caça as bruxas, insultou uma funcionária na frente dos colegas e pacientes durante seu trabalho; essa não é primeira vez que a secretária age dessa maneira, por isso, já responde processo na justiça local.


HOSPITAL


Comentei aqui no blog já faz alguns dias, sobre uma situação que estaria acontecendo no hospital. Naquele comentário falei sobre uma nova exigência do hospital, na qual o médico tinha que justificar o motivo da internação. Recebi na semana passada uma ligação do diretor técnico do hospital Dr. Jonatas, que deu a sua versão e/ou a versão do hospital. Como toda a história tem três versões, a minha, a tua e verdadeira, costumo ouvir as duas partes. Segundo o Dr. Jonatas, o hospital apenas cumpre as normas, e que segundo ele alguns profissionais não preenchem os formulários, ainda segundo ele isso acarreta em problemas para o hospital. Disse ainda que essa situação era uma represália de alguns médicos da grade SUS devido uma decisão judicial que obriga os mesmo a manter o atendimento. Conversei com DR. Marco Mahfus, que também colocou sua versão e me disse que o caso já virou denuncia no Ministério Público, e ainda segundo ele os documentos que foram entregues ao MP foram adulterados. Esse caso parece que esta apenas começando, e pelo andar da carruagem vai longe; espero que na briga entre o mar e o rochedo não sobre para o marisco, que nesse caso é o paciente. Quero ressaltar que aqui no blog tenho comentar  as duas versões sem tomar partido, quero ressaltar ainda que tenho um boa relação de amizade com os dois médicos.

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

APESAR DA FARSA DAS PESQUISAS

Apesar das pesquisas, o povo deu o recado. Dizer que os institutos erram, é fazer vistas grossas para as falcatruas, passar a mão na cabeça de gente sem escrúpulos; pois a intenção dessa gente era única e exclusivamente prejudicar a oposição e favorecer o PT. Esse filme eu já vi, aconteceu aqui em Vacaria na eleição de 2.000 quando uma pesquisa falsa foi publicada para prejudicar o candidato do PP. O certo é que o povo deu o recado, cansou desse governo, cansou dos governos enganadores que tentam iludir o povo com propagandas, com mentiras; nada como um dia após o outro. Mas ainda não foi dessa vez, falta o segundo tempo, o jogo apenas começou, alguns corruptos já ficaram pelo caminho, e outros que tentaram voltar se deram muito mal. O povo tem em suas mãos a arma para acabar com essa gente, agora é apenas um tiro, mas a bala tem um calibre 45, e vai ser assim que vamos liquidar com essa gente.

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

ELEIÇÃO 2014

.
Na reta final da campanha, e eleição esta indefinida. Essa é a situação para o governo do estado e para presidente de república; quem vai enfrentar Dilma ou quem vai disputar o segundo turno no RS ainda não é seguro afirmar. A tendência é Tarso e Ana Amélia.

CAMPANHAS PARA DEPUTADO


Todos sabem que os candidatos a deputado buscam apoios nos municípios para reforçar suas campanhas, os vereadores são os mais procurados, a maioria chega a cobrar para fazer a campanha; outros estão quitando a fatura devido ao apoio financeiro por ocasião da eleição municipal. Aqui em Vacaria vários vereadores (as), estão em campanha para deputados estaduais e federais, a maioria os dois casos. Acontece que, tem vereador (a) usando de seus assessores para fazer esse serviço, considerando que o assessor parlamentar tem como sua auxiliar o vereador nas tarefas referentes ao seu mandato, no gabinete ou externo, mas sempre para serviços relativos ao seu mandato. Assim sendo, utilizar o assessor que é pago com dinheiro público para fazer campanha para um determinado candidato durante o horário de serviço não esta correto, é uma irregularidade, arrisco dizer que é um crime. Essa situação esta acontecendo na câmara de vereadores de Vacaria, tem edil usando a máquina para fazer campanha, e o pior é que recebe do candidato para fazer campanha. Essa situação deveria ser investigada pelo MP, pois além de crime pode ser considerado uma espécie de caixa II, já que esse serviço não esta sendo cobrado e muito menos declarado.

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

A HORA DE DECIDIR O NOSSO FUTURO


A campanha chega a sua reta final, cabe ao povo decidir qual Brasil ele quer. O eleitor tem nas mãos a chave para o futuro, cabe a ele decidir, quem esta satisfeito com roubalheira, com partidarização das instituições, com o uso do dinheiro público em favor de partidos e políticos da base aliado ao partido dos trabalhadores deve votar no governo; quem quer um Brasil livre e soberano deve votar na oposição. Cabe a você leitor decidir o seu futuro, o futuro de seus filhos e de seus netos; ao apertar o numero e a tecla confirma, é uma decisão que pode mudar sua vida; e cabe a cada um de nós decidir.

O partido dos trabalhadores usa e abusa das estatais, dos seus cargos de confiança (CC), espalhados aos milhares pelo Brasil, para fazer campanha durante o horário de expediente, usa a máquina pública ao seu favor e contra seus adversários; sem escrúpulos usa e abusa do poder. O caso envolvendo os correios é apenas mais um exemplo do terrorismo implantado pelo PT contra seus opositores, essa prática é adotada em todos os níveis de poder, inclusive com o poder judiciário. A ação do PT começa nos municípios, passa pelos estados e tem seu ápice no governo federal. Aqui na nossa cidade, o executivo persegue funcionários, e libera cargos de confiança para fazer campanha em pleno horário de expediente, e corta o ponto dos funcionários concursados que excedem há um minuto o tempo de tolerância; segundo os chefes, estão apenas cumprindo determinação do tribunal de contas. Gostaria de perguntar ao prefeito e aos seus chefes, se o tribunal de contas autoriza, permite o uso de CC para fazer campanha durante o horário de expediente? O prefeito usa placas para enganar o povo dizendo que as obras de asfaltamento são oriundas do PAC e por ação de seu padrinho politico candidato a reeleição, mais das tantas mentiras, pois essa obra é fruto de empréstimo junto a Caixa Federal que será paga pelos futuros prefeitos, e não tem nada com PAC e muito menos com ação de seu padrinho politico, aquele cujo marido da secretária usava os carros do município para viajar. O uso indevido dessas obras é claro, e fica muito mais evidente quando um vereador cujo seu partido faz parte do governo, usa sua pagina no face para denunciar esse tipo de mentira, quem quiser conferir é só acessar a pagina do vereador Alexandro Dalla santa. Outro caso envolvendo discordo na paternidade das verbas pode ser conferida num bate boca entre membros do PTB, o ex-presidente Lauro Pires acusa o atual secretário Flávio Rokoski de atribuir ao seu deputado à autoria de verbas que nada tem haver com a ação desse deputado; vale a pena conferir, pois nem entre eles estão se acertando, na hora da disputa pelo voto a cordialidade acaba; o certo é que o governo mente e usa e abusa dos órgãos públicos e do nosso dinheiro para se mantiver no poder.

HOSPITAL


A saúde vai mal em todo Brasil, aqui em Vacaria a coisa fica pior a cada dia. Acontece que os gestores da nossa saúde a cada dia inventam mais burocracia visando dificultar o acesso ao atendimento. A ultima noticia vem do Hospital o nosso HNSO, segundo um paciente que me ligou, o diretor técnico e o diretor do hospital, agora estão exigindo justificativas para aceitar a internação de um doente. Olha exigir justificativas vai além do absurdo, chega a ser um ato desumano; qual a melhor justificativa para uma internação que a própria doença, que a solicitação do médico, ainda mais que o doente vai ser internado pelo SUS, e ninguém em perfeito juízo vai pedir para passar alguns dias na ala SUS gozando férias.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

GLOBO REPÓRTER

Uma equipe da RBS TV, esta em Vacaria, realizando filmagens e gravações para uma edição do Globo Repórter da TV Globo. O programa deve ir ao ar no final de novembro em rede nacional; segundo a equipe de reportagem, o programa será todo sobre o nosso estado, mostrando as nossas tradições, nossa cultura, e nossa economia. As filmagens em Vacaria começaram na tarde de ontem, continuam ao longo do dia de hoje; segundo fui informado pela equipe essa é a primeira parte da reportagem, pois num segundo momento, a equipe volta para fazer tomadas aéreas. Finalmente nossa terra será noticia para mostrar o seu lado bom, seu potencial econômico e turístico, sem custo aos cofres públicos e sem a interferência de políticos. A presença da RBS em Vacaria é muito importante, pois é comum ouvir em rodas de conversas que nossa cidade só é noticia quando existe algum crime e/ou para noticiar condenações envolvendo prefeitos por improbidade administrativa, que alias esse tema tem ocupado com frequência a mídia estadual. A equipe da RBS esta hospedada na fazenda socorro, local que será palco das filmagens no dia de hoje, a equipe foi recepcionada na noite de ontem com um jantar oferecido pelo Sergio de Rossi, e se deliciaram com um jantar campeiro feito pelo José Ari do Amaral que é sem dúvida quem mais entende no assunto, tive a honra de estar presente. Agora é esperar o Globo repórter que vai mostrar Vacaria e o nosso estado para o Brasil e para o mundo.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

UM GOVERNO QUE PERSEGUE

A perseguição aos funcionários concursados é uma pratica adotada pelo atual governo desde seu primeiro dia. A perseguição existe em todos os setores da administração, chefes sem condições adotam essa pratica principalmente contra aqueles que não são simpáticos ao partido do prefeito. O governo do PT esquece que o funcionário de carreira, esta no executivo por competência, pois foi aprovado em concurso, ao contrário das centenas do CC nomeados pelo governo do PT que estão no governo na sua grande maioria apenas por questões políticas e para garantir apoio na câmara. Essa prática, já forçou funcionários a pedir demissão e/ou licença interesse por não aguentar a pressão dos chefes; várias ações contra o município ou secretários tramitam no foro de Vacaria. As queixas contra esse governo são as mais diversas, começam na hora de bater o ponto, passando pelas horas extras; pois apenas meias dúzias de privilegiados conseguem e continuam recebendo além do trabalhado. Com relação ao ponto, segundo fontes, um minuto após o tempo de tolerância, o funcionário fica impedido de bater, e nesse caso ou apresenta um atesta o tem o ponto cortado. Com relação a esse fato, fica evidente a ilegalidade do ato, pois se não é permitido bater o ponto devido a atraso, como se admite um atestado? Ainda com relação a atestados, quero relatar casos envolvendo servidores da guarda municipal, segundo fiquei sabendo, vários guardas tomam remédios contra depressão, por isso, por orientação médica, não podem desempenhar alguns serviços, como por exemplo, tirar serviços em local fechado. Acontece que ao apresentar atestado e/ou a orientação medica aos chefes, essa recomendação não é aceita; e a chefia recomenda ao funcionaria que ele entre com atestado para não trabalhar ou solicite aposentadoria. Com relação à aposentadoria já existe caso, mas no caso do funcionário não aceitar a sugestão (exigência), imediatamente é aberto um processo de sindicância contra o funcionário. Esse fato é grave, tanto que um guarda que estava em tratamento, acabou tendo um surto por não concordar com essa pratica adotada pela chefia, e entrou em luta corporal contra vários guardas quase causando uma tragédia, que só não se consumou por que no momento do fato os chefes não se encontravam no local. Atualmente o servidor se encontra internado numa clinica em Ana Rech, por iniciativa de sua família. Perseguir, coagir é uma pratica condenável, mas questionar a orientação médica ai é no mínimo falta de prepara para ser chefe; que alias essa é a principal característica desse governo, um governo que inchou a folha com apadrinhados políticos, trouxe companheiros de partido do outras cidades, gastando o dinheiro do povo para empregar centenas de pessoas apenas com fins eleitoreiros, e o pior é que contra essa gente não existe perseguição, não existe cobrança quanto ao horário de chegada e saída, e muito menos capacidade para exercer a sua função; nunca na história desse município os funcionários tiveram esse tipo de tratamento. Ou que passar por esse tipo de constrangimento.