sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

PESQUISAS E COLIGAÇÕES


Comentei ainda essa semana sobre coligações, e sobre o perigo de coligar mal, falei também sobre aqueles que querem comandar as articulações sem ter habilidade para montar coligações, neófitos em politica, pessoas arrogantes e interesseiras, isso tudo favorece o candidato do governo que tem a máquina, um exército de CC para sua campanha, e a imprensa.

Com relação às pesquisas, quero dizer que esse instrumento é muito útil, pois da uma visão do cenário eleitoral, mas é preciso cuidado, pois as falcatruas são grandes, e não é de hoje, lembro ainda que no ano de dois mil, um jornal local, publicou na sua capa uma pesquisa fria, comprada, com a intenção de prejudicar o então candidato Ângelo Pegoraro, inverteu os números na tentativa de ajudar o candidato que estava em segundo lugar; números que vieram a se confirmar na hora do pleito no qual Pegoraro foi eleito prefeito.

Por isso, as maiorias das pesquisas que são encomendadas nessa época visam apenas valorizar o passe daquele que encomenda, ou garantir espaços nas campanhas e nos governos de interesseiros de plantão, ou seja, caçadores de cargos.

Não vou revelar os números da pesquisa que tive acesso ontem, pois tenho respeito com meus leitores, e não confio nessas pesquisas, mas é um indicativo. A julgar pelas perguntas, essa pesquisa foi encomendada pelo PT, pelo atual governo, a pesquisa queria avaliar o candidato do governo o vereador do PDT, que insiste em se desvincular do PT.  Confesso que os nomes e os números não apresentam surpresas, não acredito nos percentuais, mas através desses dados é possível uma análise sobre os rumos da próxima campanha, e me permito a afirmar, a eleição esta aberta, a carreira se ganha no atar, ao que tudo indica o melhor parelheiro esta atando mal a sua carreira, e corre o risco de perder folego na reta final da corrida.


INAUGURAÇÃO


A comunidade do bairro Jardim Toscano, comemorou a inauguração de sua unidade de saúde na tarde de ontem, o bairro passa a contar com esse serviço, e não vai mais precisar se deslocar para outros bairros.

Mas preciso fazer alguns questionamentos a respeito dessa nova unidade ontem inaugurada, segundo moradores, esse local é um conjunto de salas alugadas pelo município, que essas salas já estavam alugadas há quase um ano. Ainda sobre essa unidade, considerando que o Ministério da Saúde estabelece projetos padrão para essa unidade, e considerando ainda, que esse governo construiu duas unidades novas em dois bairros que existia essas unidades, e atualmente esses dois imóveis estão fechado, qual seria o motivo para não construir uma unidade dentro dos padrões ali nesse bairro.


Construir unidade, e/ou alugar salas não resolve o problema, se continuar a falta de médico, de remédios e até de vacinas do calendário de vacinação, que das 12 obrigatórias segundo informou a rádio Fátima 7 estão em falta. Seria mais uma jangada eleitoral como foi à inauguração da famosa UPA?

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

A deputada Silvana Covatti (PP) assumiu na tarde desta quarta-feira (3) a presidência da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, antes presidida pelo deputado Edson Brum (PMDB). Ela é a primeira mulher a assumir o cargo nos 180 anos da Casa.
Para ser eleita, a chapa que integra a nova Mesa Diretora obteve a maioria absoluta dos votos dos parlamentares (28 votos). O ex-deputado Francisco Appio na qualidade de delegado do partido representou o PP de Vacaria e região, que não poderia estar mais bem representado, pois Appio é sem dúvida a maior liderança do PP regional; segundo fontes foi muito bem recebido na solenidade de posse, sendo inclusive citado pelo protocolo como o único representante presente no evento.

A JOGADA DE MESTRE DE UM MEMBRO DO ATUAL GOVERNO
Na atividade politica, de um politico profissional, quem menos corre voa, é assim que joga um politico que atualmente integra o governo do PT no município, e é sem dúvida alguma o mais influente junto ao prefeito municipal. Essa mestre da politica local, um grande jogador na arde do poder, temendo perder espaço no próximo governo, temendo a derrota do representante do governo na corrida eleitoral, traçou planos para se manter no poder e ampliar espaços, e/ou conquistar mais poder. Após uma análise profunda da situação, resolveu agir em busca de mais poder, como estratégia inicial, infiltrou pessoas de sua estrema confiança num partido de oposição, de maneira ardilosa, criou situações que levaram esses seus aliados a se filiarem nesse partido. Em seguida, através desses seus soldados, filiou mais gente oriunda de outros partidos, dando a impressão que isso tudo era um mero acaso. Com essas filiações, a primeira parte do plano estava completa, ai veio à segunda parte, que seria executada por meio de uma suposta marqueteira, que apareceu do nada e se apresentou como solução para viabilizar a vitória desse partido de oposição, a marqueteira iniciou pedindo um alto valor, mas acabou acertando por valores irrisórios, pois o objetivo real era se infiltrar e vender a ideia que a solução para a vitória era esse partido que hoje integra a via popular. Mas a primeira parte do plano foi por água abaixo, a marqueteira foi dispensada por não apresentar resultados; nesse caso toda a artilharia foi voltada para os filiados infiltrados, que num trabalho de bajulação e fofocas, passaram a influenciar alguns neófitos desse partido, numa verdadeira plano B, resta saber se esse plano vai lograr êxito, e se esse politico profissional vai carimbar a vaga de vice na chapa de oposição, que nesse caso não será poderá ser chamada de oposição, e sim de arranjão. Vamos aguardar os próximos capítulos, e quem sabe mais adiante essa grande jogada se torne pública, ou seja, implodida antes de nascer; quem viver vera.
RODEIO


Terminada a festa, temos que fazer o balanço, não está falando do balanço financeiro, pois esse é sempre um caso a parte, e muito demorado.

O balanço que eu falo é aquele que o povo me pede, para comentar, sobre os erros e acertos; por isso, vou ser curto e grosso, bem ao estilo campeiro. Trinta e um rodeios, sessenta e dois anos de história, a festa é particular com muita verba pública, a ladainha é sempre a mesma e grande vilã é sempre a associação rural; a festa aumenta a cada edição e a infraestrutura continua a mesma. Ao longo desse tempo a única coisa que mudou foi o tempo que um patrão pode permanecer no cargo, ou seja, dois mandatos e/ou dois rodeios. Aposto que o próximo patrão será alguém indicado por essa patronagem, que vai ser padrão por dois rodeio, e que a programação do próximo vai sair 30 dias antes do rodeio como foi esse. O rodeio é sempre um sucesso de público, mas nunca é de renda, esse, por exemplo, mais de 289.000 pessoas passaram pelas roletas, se passaram pagaram, se não pagaram tem de ter uma explicação; considerando o valor do ingresso e o número de pessoas que entrou, é possível imaginar que o rodeio deu lucro. Aguardamos o balanço, e que venha 2018.


ELEIÇÃO 2016


A eleição acontece daqui oito meses, após o carnaval a coisa começa a esquentar, partidos e candidatos precisam colocar o bloco na rua, e montar suas estratégias.

Sem sombra de dúvidas, o candidato do governo, o cavalo do comissário, larga em vantagem, tem a máquina na mão, um exército de CC, e tem o dinheiro do PT, que mesmo que aleguem que não existe dinheiro, eles tem muita grana. Com relação ao exército que esta no governo através de indicações politicas, todos vão dar o sangue para se manter na teta. Outro fator que beneficia o candidato do governo, é que enquanto a oposição divaga sobre candidaturas, o governo faz campanha, inaugura obras, tem a máquina na mão, tem a imprensa ao lado.


Na verdade, a oposição ainda busca nomes, mas alguns ´´ lideres´` neófitos teimam em perder tempo com partidos fieis ao governo. Apenas o PSDB tem candidato, os demais ainda buscam esse nome, mas além do nome precisam se acertar, acertar os interesses pessoais, e passar por cima das vaidades, enquanto isso o tempo passa, o cavalo vai passar encilhado; eu já vi esse filme, marmelada na hora da morte mata. Ao que tudo indica, em alguns partidos a vaidade e a arrogância vai ser decisiva.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

O governador do estado, esteve em Vacaria no sábado, e cumpriu um extensa agenda, na companhia do secretário de segurança, inaugurou a central de polícia; o secretario chegou ainda na sexta feira e foi recebido ma fazenda do socorro pelo Sergio de Rossi.  Após a inauguração da central de policia, o governador fez a abertura oficial da safra da maça num dos pomares da Rasip, juntamente com o prefeito municipal e empresário do setor, sendo esse evento organizado pela Agapomi. Particpou ainda do almoço oficial no porteira, e logo em seguida se dirigiu para o parque dos rodeios, junto com o patrão, e membros do PMDB local; passeou pelo rodeio. pelo acampamento, tirou fotos e foi muito bem recebido pelo povo. Segundo fontes, nas conversas com seu partido, o assunto foi a eleição municipal, coligações e o protagonismo que o maior partido do município precisa exercer. Com relação a esse assunto, conversei com grande líder do PMDB, e ele me afirmou que estão abertos para conversar com todos os partidos sobre coligação, exceto o PT. Na qualidade de maior partido do município, com a maior bancada da câmara, o partido precisa ocupar esse espaço visando retomar o poder.



sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

DEMOCRATAS


Conversei agora pouco com Carlos Augusto Coelho de Souza Sobrinho, presidente do DEM aqui em Vacaria, e ele me confirmou aqui já tinha falado; o DEM vai concorrer com chapa completa na eleição municipal de Outubro. O partido vai com a nominata de vereadores e com candidatos a prefeito e vice, os nomes para enfrentar o pleito são de Teodoro Stedi Ribeiro, presidente da OAB, e Miguel Dambros empresário do setor alimentício; sem dúvida alguma essa é boa notícia para o politica local; espero que nos próximos outros partidos como PP e PMDB também oficializem os nomes de seus candidatos, pois à medida que o tempo passa, a coisa vai se afunilando, e as opções de coligações ficando mais reduzidas, e quem sai na frente bebe água limpa, pois quem deixar para os últimos minutos vai ficar sozinho.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

COMIDA OFICIAL


Comentei essa semana sobre as refeições que são servidas ao pessoal que esta trabalhando no parque Nicanor Kramer da Luz. Fiz esse comentário atendendo um pedido de alguns amigos que lá estão de serviço; pois segundo eles a comida é horrível, impossível trabalhar como esse tipo de alimentação, alias essa comida é fornecida ou paga pelo CTG, que tem a obrigação de fornecer as refeições para pessoas que estão trabalhando no parque sem ganhar nada, como exemplo o pessoal da área da saúde. Acontece que acabei de receber a informação que a comida continua igual, ou seja, péssima, frango completamente cru e almondegas ao molho de água, sem tempero e sem sal. Segundo essa fonte, o pessoal da saúde solicitou ao CTG, para mudar de restaurante, e pasmem com a resposta que foi a seguinte: Se todos que vem aqui reclamar da comida trocarem de restaurante, o atual fica vazio. Ai me entreguei, é o fim do mundo, mas decerto vai receber integralmente.
COLIGAÇÕES E NOMES


Faltando ainda oito meses para e eleição municipal, é natural que se especule sobre nomes, e/ou sobre coligações. A pergunta constante é quem será o candidato do PP, do PMDB, qual partido vão estar coligados. A minha resposta é sempre a mesma, não tenho bola de cristal, mas arrisco alguns palpites sobre o tema. Agora, não vou deixar de conversar com as pessoas no rodeio, só para evitar especulações, estejam certos, que converso apenas com meus amigos; e por incrível que possa parecer, tenho alguns poucos, mas bons amigos no PT.

Com relação a coligações, e com relação à ruptura da via popular, quero afirmar com convicção o seguinte: A via já explodiu faz muito tempo, o serviço de quebrar essa corrente deve ser atribuído aos vereadores Amadeu Boeira, Alexandro Dalla santa; que devido à visão política desses dois vereadores, a eles caberá o papel de esfacelar a via, e se for o caso montar uma coligação com ex-integrantes do governo, e se oferecer como alternativa para governar Vacaria. O vereador do PSDB já afirmou que concorre ao executivo, coligado ou não. Conversei com um membro de seu partido o PSB, pessoa muito próxima do vereador, que me confirmou que Dalla santa não concorre mais para vereador, e que seu objetivo é o executivo, pode até aceitar compor como vice de algum partido de oposição, mas é certo que vai disputar a eleição para prefeito, se preciso for concorrerá sozinho.

Alguns neófitos em politicas, e/ou que visam alguma vantagem, pregam que qualquer partido de oposição só teria chance de vencer o pleito, se atrair na coligação um dos partidos remanescente na via popular, alguns chegando a eleger o PTB como a noiva, ou como o fiel da balança, a ignorância politica é tanta, que chegam a considerar esse partido mais importante que PMDB ou PP. Volto a frisar, quem esta no governo apoia o PT, o povo não quer mais ouvir falar em partido dos trabalhadores, em LULA ou DILMA, quem é da oposição deve se manter longe de quem é governo, e esta no governo; o partido trabalhista brasileiro (PTB) e o partido democrático trabalhista brasileiro (PDT) ao longo dos oito anos de governo do PT no município sempre foram os mais fiéis, na última eleição da câmara, o governo só saiu vencedor devido à ação do vereador do PTB, que após a vitória foi agraciado com mais uma dezena de cargos; qualquer um que enxergue um palmo adiante do nariz sabe que o batalhão de CC e/ou de terceirizados que ocupam cargos no governo, por indicação desses três partidos, está em campanha, e qualquer partido que saia da via e do governo, ao longo de 2016, estará abandonando o barco e querendo se garantir no próximo governo. O povo não aguenta mais pagar apadrinhados, cargos políticos que ganham muito e pouco fazem.

Com relação a nomes, volta á afirmar que em politica tudo é possível, por culpa de alguns políticos o povo não quer mais ouvir falar nesse assunto, e é por isso, que os negociadores e aproveitadores se elegem e tomam conta do poder. Mas tenho como certo Amadeu Boeira, Dagmar Dengo, Dalla santa, com relação ao PMDB e PP esses dois partidos ainda não definiram os nomes e nem as coligação, mas às vezes o impossível pode voltar a acontecer. Mas certamente coligarão com oposicionistas, no caso DEM, Solidariedade e PSD.