terça-feira, 28 de outubro de 2014


Passado dois dias da eleição, quero fazer uma análise do resultado. A nível nacional venceu o abuso de poder, o desrespeito às leis eleitorais, o uso da máquina e do terrorismo. Aqui no estado, mais uma vez o gaúcho disse não a mentira, por isso não reelegeu o governador. Quero ressaltar que nesse caso o gaúcho diz\ não a quem não governa bem, sem olhar para seu partido. A nível nacional ficou explicito que mais de 37. Milhões de brasileiros são alienados e não se interessam com o destino do Brasil. Mas quero analisar o resultado aqui no município. A derrota do PT foi arrasadora, aqui ficou claro que povo não quer mais ouvir falar em PT. Ainda com relação ao partido do prefeito, quero reafirmar o seu descrédito, pois uma postagem feita por ele na sua pagina do facebook na qual ele aparecia fazendo um gesto de carinho com a presidenta, após mais de 150 comentários com criticas pesadas contra sua postagem, a mesma foi retirada da sua pagina. Ainda com relação ao prefeito e seu governo, ele ainda não caiu na realidade, pois o povo sabe que esses asfaltos não são obras do PAC, são empréstimos que serão pagos pelo município, o povo sabe que a base aliada que segundo ele continua unida, é na verdade um conjunto de pessoas que apenas se aproveitam do governo com cargos e mais cargos. O prefeito disse que a base vai unida e que os dez partidos da base estarão juntos na próxima eleição; nesse caso que ressaltar o seguinte: nem ele, e muito menos os vereadores do PSDB e do PSB, podem falar em ideologia, pois o prefeito um não tem coragem de demitir os cargos dos dois vereadores que se dizem oposição, por outro lado, os dois vereadores não querem perder a teta dos seus cargos; ai um finge que fala a verdade, e os outros fingem que acreditam.
Com relação ao PMDB que elegeu o governador, ouvi algumas entrevistas, nas quais entrevistadores e entrevistados diziam que o PMDB é o maior partido de Vacaria, mas atribuir à votação do governador eleito à força de seu partido aqui no município. Com a devida vênia, tenho quer discordar, pois o candidato Aécio Neves foi o mais votado aqui em Vacaria, e o PSDB praticamente não existe aqui, é o pior seu vereador é da base do PT na câmara. O PMDB é um grande partido aqui no município, tem lideres com experiência, por isso, vai saber lidar com os aproveitadores que vão surgir aos montes, muitos ratos de navio que hoje ocupam cargos no governo do município certamente vão começar a preparar terreno para migrar para a base do PMDB. Uma coisa é certa, a eleição municipal só acontece em 2016, mas já começa a ser pensada, articulada, e teremos com certeza no mínimo quatro candidatos. Com relação ao partido progressista, se tem alguma pretensão, antes precisa se reorganizar, começando pela câmara separando o joia do trigo.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

DESESPERO OU DESRESPEITO


                                                                                                                                                                                
O vídeo abaixo não é de minha autoria, mas retrata de forma inquestionável a falta de respeito do chefe do executivo. Uma imagem vale por mil palavras, assim sendo, o vídeo não deixa a menor dúvida, o MITO não tem noção da liturgia de seu cargo, acho que por isso comete tantos deslizes. Esse fato aconteceu na terça feira à tarde, quando o prefeito abandonou suas funções para na maior cara de pau sair às ruas pedindo votos para seus candidatos. Na companhia do prefeito honorário de Vacaria, deu um belo exemplo daquilo que não deve ser feito por um prefeito, inclusive estacionando um carro de som em local proibido, só saindo do local após intervenção da guarda municipal. Com relação à guarda quero parabéns pelo conduta séria e coerente, pois agiu dentro da lei sem se importar quem era o infrator;pois ninguém esta acima da lei.










video





O USO DA MÁQUINA NA CAMPANHA

Estamos a pouco mais de três dias da eleição. A campanha chega à reta final, e no domingo o povo decide quem será o nosso governador do estado e o nosso presidente. O partido dos trabalhadores parece que estão assustados, apesar do Ibope e Datafolha, os petista usam e abusam da máquina para tentar se mantiver no poder. Aqui no estado a derrota e certa, o povo vai mandar o atual governador para casa; na disputa presidencial, parece que o ciclo do atual governo esta chegando a fim. O povo cansou do Mensalão e agora Petrolão. Aqui em Vacaria o executivo mais uma vez desrespeita a legislação eleitoral, e usa um evento oficial para fazer campanha para seus candidatos, foi o que aconteceu na abertura da feira do livro. Mas o uso da máquina não para por ai, acontece que, a coordenadoria da juventude, que é um cabide de emprego com fins meramente políticos, onde os dois CC nomeados para a função estão no cargo apenas para fazer politica para o PT, para divulgar o programa do PT no meio estudantil. O fato de ter dois CC ganhando para fazer politica já é um absurdo, ainda mais que um dos dois nomeados nesse departamento consegue trabalhar num banco e ao mesmo tempo no município recebendo o mesmo salário que recebia quando desempenhava essa função partidária apenas no executivo. Considerando que a função dos dois CC e meramente política, para fazer jus ao cargo, o atual coordenador da juventude, esta promovendo palestra nas escolas, com o pretexto de reativar a UVES, e usando desse artifício e com a outorga das diretoras, usa esses encontros para fazer campanha para o candidato do PT ao governo do estado e para a candidata a reeleição a presidente da república. Não tenho dúvida que estamos diante de um crime eleitoral, e é preciso que a justiça eleitoral e/ou o Ministério Público tomem as medida cabíveis ao caso e apliquem as sanções cabíveis a esses infratores. 

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

RETA FINAL DE CAMPANHA

A campanha eleitoral chega entra na reta final, estamos a quatro dias do pleito. Na corrida presidencial, os institutos novamente tentam manipular os números para favorecer a candidata governista, A julgar pelos últimos acontecimentos aqui em Vacaria, é possível concluir, que a coisa não esta boa. Na abertura da feira do livro, o prefeito honorário de Vacaria, mas que é deputado federal, usou o microfone para discursar na abertura da feira, para pedir votos para a candidata a presidente do seu partido; e para o candidato ao governo do estado. Usar um evento público para fazer campanha entendo ser um ato ilegal, que fere a legislação eleitoral, mas na visão do PT isso é coisa normal. Após o ato de inauguração, os dois partiram numa caminhada solitária pelas ruas da cidade falando em um mega fone, patrocinando uma cela hilária, pior é que em alguns casos chegavam a ouvir gritos e insultos, os adjetivos eram os mais variados.

CARREATA


A campanha de Aécio Neves e Sartori, esta convidando os simpatizantes, para uma grande carreata na tarde de hoje. Aproveitando o feriado do dia de Vacaria, a carreata vai sair das 15 horas do estádio municipal Francisco Gerra; os organizadores esperam contar com um grande numero de adeptos aos dois candidatos. Considerando a votação do primeiro turno, é possível prever que aqui em Vacaria a dupla Aécio e Sartori vai fazer a maioria dos votos.

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

A EXPOVAC



Ao longo da semana comentei nas paginas de relacionamento, sobre a expovac. Nos meus comentários, questionei o alto custo do ingresso para entrar no parque, pois devidos aos shows, ninguém poderia entrar sem pagar o valor do ingresso para assistir os espetáculos, mesmo não querendo assistir. Como vivemos numa democracia, apesar do PT, recebi algumas críticas, e as aceito sem problema, pois não sou o dono da verdade, respeito as opinião contrárias. Por outro lado, quero mais uma vez reafirmar que, não faço parte da imprensa (oficial) aquele que ganha para ser omissa, que é subserviente ao governo do PT, que emprega esposas na prefeitura e/ou que fatura alto com as propagandas do executivo local que gastam milhões nesse quesito. Ao contrário da imprensa que antes do PT se instalar no governo, fazia reportagens diárias com a unidade móvel nos bairros, com entrevistas interativas, que chegava a levar bolo para comemorar aniversário dos buracos pelas ruas da cidade, e hoje faz vistas grossas e se nega a levar ao ar reclamações da comunidade.

Mas voltando ao tema expovac, quero ressaltar e cobrar explicação do executivo sobre algumas coisas que ainda não foram esclarecidas. Segundo fiquei sabendo, a prefeitura firmou convênio com a associação rural, que é quem organiza o evento no valor de R$ 30.000 (trinta mil reais) imagino que esse valor tinha como objetivo ajudar nos custos do evento. Acontece que, os espaços vendidos custavam caro, o ingresso para entrar no parque igualmente caro, e ao que tudo indica, a organização e o comando do evento ficaram a critério do secretário municipal de desenvolvimento; e segundo suas postagens foi ele o grande responsável pela organização. Por isso, quero fazer alguns questionamentos com relação a esse evento. 1- Quem organizou o evento? 2- Qual a destinação do valor repassado pelo município 3- Quais os critérios usados pra escolher uma única marca de cerveja para ser comercializado 4- Qual a razão para repassar os shows para uma empresa de fora que veio aqui em Vacaria. O secretario precisa explicar de quem era a responsabilidade da festa, pois se era do município a escolha da empresa que vendeu a sua cerveja precisava passar por uma concorrência, se os shows eram sob a responsabilidade do município o secretario não poderia ficar fazendo sorteio de ingressos e muito menos se promovendo à custa do dinheiro público. Por outro lado, se o município não era quem organizou da mesma forma não poderia ficar se auto promovendo, afinal de contas à associação rural e dos produtores associados, e nem eles tinham livre acesso ao parque do qual são os verdadeiros donos; além disso, o poder público não pode e não deve se envolver e negociações envolvendo exclusividade na venda de bebidas e muito menos na contratação de shows, pois para isso acontecer e para o bem da transparência, tudo precisa ser licitado, colocado às claras em pratos limpos. Cobrar a transparência nos gastos do nosso dinheiro, não quer dizer ser contra os grandes eventos, ser contra grandes shows. Mais uma vez quero repetir que no serviço público não basta ser honesto, tem de parecer honesto, ainda mais num momento em que o povo brasileiro a cada dia é brindado com novos escândalos de corrupção (roubalheira) patrocinada pelos governos do PT. É inegável que a feira foi diferente, shows e até voos panorâmicos com uma aeronave, que segundo ouvi dizer, esses voos teriam sido patrocinados por empresas; ainda não sei quais empresas e por qual motivo, mas em breve pretendo descobrir a razão e/ou a finalidade desse tipo de serviço e quais os benefícios trouxe para o evento. Quero mais uma vez reafirmar que o uso de dinheiro público precisa ser explicado sempre, afinal falta verba para saúde, para educação, para ajudar a ONG passo amigo, mas sobra para autopromoção. Queremos uma explicação plausível para o caso.

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

PERSEGUIÇÕES

PERSEGUIÇÃO

Perseguir funcionários já virou uma prática comum na administração do PT aqui em Vacaria. Já comentei por diversas vezes essa situação, e ao que tudo indica, a secretária da saúde é a campeã no quesito; mas isso acontece em todos os setores. Faz alguns dias que comentei esse fato devido a denuncias que recebi de alguns funcionários, mas o interessante é que muitos outros entraram em contato comigo, pensando que meu comentário e/ou denuncia era referente ao seu caso. Acontece que depois que fiz a postagem a secretário promoveu uma verdadeira caça as bruxas, insultou uma funcionária na frente dos colegas e pacientes durante seu trabalho; essa não é primeira vez que a secretária age dessa maneira, por isso, já responde processo na justiça local.


HOSPITAL


Comentei aqui no blog já faz alguns dias, sobre uma situação que estaria acontecendo no hospital. Naquele comentário falei sobre uma nova exigência do hospital, na qual o médico tinha que justificar o motivo da internação. Recebi na semana passada uma ligação do diretor técnico do hospital Dr. Jonatas, que deu a sua versão e/ou a versão do hospital. Como toda a história tem três versões, a minha, a tua e verdadeira, costumo ouvir as duas partes. Segundo o Dr. Jonatas, o hospital apenas cumpre as normas, e que segundo ele alguns profissionais não preenchem os formulários, ainda segundo ele isso acarreta em problemas para o hospital. Disse ainda que essa situação era uma represália de alguns médicos da grade SUS devido uma decisão judicial que obriga os mesmo a manter o atendimento. Conversei com DR. Marco Mahfus, que também colocou sua versão e me disse que o caso já virou denuncia no Ministério Público, e ainda segundo ele os documentos que foram entregues ao MP foram adulterados. Esse caso parece que esta apenas começando, e pelo andar da carruagem vai longe; espero que na briga entre o mar e o rochedo não sobre para o marisco, que nesse caso é o paciente. Quero ressaltar que aqui no blog tenho comentar  as duas versões sem tomar partido, quero ressaltar ainda que tenho um boa relação de amizade com os dois médicos.

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

APESAR DA FARSA DAS PESQUISAS

Apesar das pesquisas, o povo deu o recado. Dizer que os institutos erram, é fazer vistas grossas para as falcatruas, passar a mão na cabeça de gente sem escrúpulos; pois a intenção dessa gente era única e exclusivamente prejudicar a oposição e favorecer o PT. Esse filme eu já vi, aconteceu aqui em Vacaria na eleição de 2.000 quando uma pesquisa falsa foi publicada para prejudicar o candidato do PP. O certo é que o povo deu o recado, cansou desse governo, cansou dos governos enganadores que tentam iludir o povo com propagandas, com mentiras; nada como um dia após o outro. Mas ainda não foi dessa vez, falta o segundo tempo, o jogo apenas começou, alguns corruptos já ficaram pelo caminho, e outros que tentaram voltar se deram muito mal. O povo tem em suas mãos a arma para acabar com essa gente, agora é apenas um tiro, mas a bala tem um calibre 45, e vai ser assim que vamos liquidar com essa gente.