terça-feira, 21 de junho de 2016

AS COLIGAÇÕES


A situação continua inalterada, isso é fato, volto a dizer; apenas a coligação governista esta fechada. O governo vai ser representado pelo vereador do PDT, com um vice do partido dos trabalhadores, que foi secretário da agricultura por oito anos; leva no pacote o PTB, que também faz parte do governo ao longo dos oito anos da gestão PT, partido que foi decisivo na vitória do governo na eleição da câmara de vereadores no último ano dessa legislatura.


Com relação à oposição, quero reiterar: Existem dois candidatos, o do PMDB, no caso uma candidata, que ainda depende da convenção para sair candidata, e o candidato do PSDB, que aguarda a definição do PMDB, pois precisa de uma boa coligação para encorpar sua candidatura, hoje conta apenas com o PPS. Ainda com relação às costuras, reafirmo, o partido progressista procurou sim o candidato do Amadeu Beoira, alias, com duas frentes de negociação, uma costurava uma dobradinha entre ele e o ex-prefeito Pegoraro, a outra frente, foi de chapéu na mão propor um lugar mais modesto na chapa do vereador; negar o fato é faltar com a verdade. Alias, essa mesma frente procurou o PMDB com proposta semelhante, mas ao que tudo indica, não logrou êxito, em nem uma das suas tentativas. Mas volto a frisar, em politica tudo é possível, o inimigo ou adversário de hoje, pode vir a ser o companheiro do dia seguinte; mas sempre tem aqueles que desconhecem essa máxima, tem ainda aqueles arrogantes que desconhecem ou fingem desconhecer. Com relação à dobradinha Pegoraro x Amadeu, quero dizer que esteve 99% fechada, claro que tudo em off.

Além desses três possíveis candidatos, uma quarta candidatura segundo fontes será confirmada; que é a do vereador do PSB. Segundo pessoas ligadas ao vereador, ele vai oficializar sua candidatura, e que só aceita coligar sendo ele a cabeça da chapa.


Opções teremos de sobra, quatro candidatos a executivo, e mais de 150 candidatos ao legislativo, no caso da câmara teremos opções de sobra e para todos os gostos, recomendo uma análise no currículo de cada um e na ficha pregressa também.

segunda-feira, 20 de junho de 2016


A disputa pela prefeitura continua inalterada, apenas o candidato do governo esta definido, a oposição vive apenas de pré-candidaturas, e/ou de pré-candidatos. Já para candidato governista, vai com a parceria PTB-PT-PDT, com a máquina na mão busca dar continuidade o governo do PT. O partido trabalhista brasileiro (PTB), ao que tudo indica, conseguiu demover o seu vereador da ideia de se lançar em carreiro solo e/ou de vice de um partido oposicionista. Na verdade, os CC do partido já tinham definido apoio ao candidato do governo, e mesmo sob ameaça de intervenção no diretório ninguém se intimidou.

O senário atual é de incertezas nas oposições, por isso, as articulações nos bastidores continuam a mil, o partido progressista (PP), que alardeava ter os melhores nomes, e o seu presidente afirmava que o seu partido iria com chapa puro sangue, aceitando apenas coligação em troca de cargos num possível governo, hoje corre atrás do PSDB, e do candidato Amadeu Beoira, humildemente na tentativa de conseguir uma vaga de vice; oferecendo a vereadora do partido para a vaga. Segundo fontes, o pré-candidato do PSDB aguarda a definição do PMDB para definir seu vice, mas segundo fiquei sabendo já estipulou um prazo para essa definição.

Por outro lado, o PMDB, maior partido do município, este completamente rachado, a sua pré-candidata vai disputar na convenção a vaga de candidata, se vencer leva apenas uma parte do partido, pois a outra já esta acertada com o Amadeu Boeira (PSDB). A posição do partido quem define são os convencionais do diretório, e os 51 votos serão disputados no corpo a corpo.

Além do PSDB, PMDB, PP o DEM também deve estar presenta numa dessas coligações, apesar de ter lançado Pelé como pré-candidato, o caminho mais provável deve ser integrar uma chapas de oposição, escalando seu pré-candidato para disputar uma vaga no legislativo.

Caso venha a ser confirmada a chapa PSDB e PP, com o partido progressista de vice, o partido corre um sério risco de não ter representante na câmara, pois a atual vereadora teria uma eleição tranquila, mas no caso dela concorrer à vice, a situação fica muito complicada.

O vereador do PSB, segundo seus assessores, concorre ao executivo, teria como parceiros PSD, PHS e Solidariedade; formando assim um bloco de partidos pequenos com nominata formada para buscar representação no legislativo.


A politica é dinâmica, mas o momento atual indica o candidato do governo como favorito, pois conta com o apoio do prefeito, ou seja da máquina para convencer o eleitor.

quarta-feira, 15 de junho de 2016

COLIGAÇÕES E CANDIDATOS



Fiquei por vários dias sem comentar esse tema, mesmo sendo o assunto das rodas de bate papo, e um tema de interesse do povo de Vacaria. A escolha do dos candidatos ao executivo, é de interesse da comunidade, afinal de contas, o novo prefeito vai comandar nosso município pelos próximos quatros, e vai ser ele que vai cuidar da saúde, da educação, e das nossas ruas; um bom prefeito passa necessariamente pelas escolhas partidárias, por isso, os diretórios precisam se dar conta da grande responsabilidade na escolha de seu candidato. Que escolhe o candidato e as coligações é os diretórios, presidente tem apenas o voto dele, e palpiteiro na vota na escolha.


Com relação às possíveis candidatos, definido até agora apenas o candidato do PT, partido que governa Vacaria nos últimos oito anos, e com participação direta já há doze anos. Os outros partidos, alguns têm pré-candidatos, outros apenas balões de ensaio, boi de piranha, esses pseudos candidatos, querem apenas valorizar o passe, e tentam a todo custo passar uma imagem irreal, mas que no fundo visa apenas se manter no poder e/ou ganhar palco para tentar se reeleger vereador.

Tentando se manter informado, escutei o programa de Betão Carneiro agora pela manhã, escutei o repórter Marcos Cola Duarte, tecer alguns comentários sobre a próxima eleição e reuniões partidárias, segundo ele, que é uma pessoa muito bem informada, as reuniões partidárias têm sido acaloradas, nervos a flor da pele e discussões acirradas; ainda segundo Marcos Duarte, após ser cobrado numa dessas reuniões, um dirigente abandonou o encontro, estaria abandonando o barco?


Com a saída do pré-candidato do PP, as costuras começaram do zero, mas nos bastidores tudo indica que teremos no máximo três candidatos com condições de disputar a vaga, caso se confirme as candidaturas do baixo clero, essas disputam para cumprir tabela, nunca vão chegar no G3.



Com relação ao PMDB, a vereadora do partido esta em campanha, segundo ela, tem os votos suficientes no diretório para sair candidata, mas caso isso venha se confirmar, não leva o partido por inteiro, e parte do partido já definiu que vai acompanhar outra candidatura; mas como em politica tudo é possível, vamos aguardar. Considerando que as convenções para homologação das candidaturas acontecem no inicio de Julho, em breve tudo será definido.


QUEIMA DE PROPAGANDA DO MUNICÍPIO


Com relação a esse fato, denunciado por mim no Ministério Público, quero informar que na tarde de hoje estarei prestando depoimento na policia civil, faço esse registro para informar a comunidade que as providências estão sendo tomadas pelo MP. Não crio fatos, apenas divulgo-os.




sábado, 4 de junho de 2016

A DESISTÊNCIA DO PRÉ CANDIDATO PERIN









(creditos da foto Radio Fátima)
Esperei baixar a poeira, e só após 24 horas vou comentar o fato, a saída de Jaime Perin, deixa o PP(partido progressista), no mato sem cachorro, usando uma expressão bem gaúcha, com o Areio na massega. Na verdade, a saída do pré-candidato pegou todo mundo de surpresa, afinal de contas, lançado como candidato já a quase dois meses, Perin já estava em campanha, participando de festas, eventos e reuniões; segundo fiquei sabendo por meio de uma postagem nas redes sociais, feita pelo vice presidente do partido Luciano Ramos, o motivo alegado pelo ex-pre candidato foi de cunha particular, e que ele não estaria conseguindo dar conta da agenda e dos compromissos. Na verdade, quem conhece o Jaime Perin, sabe que ele por ser um ser humano de conduta inatacável, dono de uma educação impar, jamais iria declinar os verdadeiros motivos, e optou por uma decisão salomonica, sem polemizar e/ou melindrar pessoas.

Mas vou analisar apenas o fato, sem vincular a pessoa do ex-candidato; na verdade, Perin ocupava a quarta colocação entre os quatro postulantes ao cargo de prefeito, os números das pesquisas não favoreciam o candidato do PP, a estrutura partidária oferecida a ele, não animava, as perspectivas de coligação eram as piores possíveis, a condução inicial de sua pre campanha era um verdadeiros caos.

Tive um encontro com ex candidato na terceira feira para um café da manha, na companhia do tesoureiro do partido e do Sergio de Rossi; numa conversa franca e descontraída, trocamos idéias da real situação política, das possibilidades de coligação, da inexistência de coligação até o presente momento; dei um visão geral de como funciona um estrutura de campanha; inclusive a estrutura financeira. Mostrei a ele os números das pesquisas atuais, já que seu partido até o momento ainda não fez uma pesquisa para avaliar o atual cenário, trabalham em cima de hipóteses.

Naquele momento percebi no pré-candidato um homem entusiasmado, e com muita disposição para fazer algo pelo nosso município, com relação a problemas particulares, os mesmo devem ter ocorridos após nosso encontro, pois ficamos de marcar novas conversas.


Na verdade, Perin percebeu que estava embarcando numa canoa furada, pois estavam vendo para ele terrenos no céu, o cenário pintado pelos que cercavam Perin, era mera ilusão, despido da realidade das ruas, da politica, e dos partidos; mesmo sendo disparado o melhor nome para governar Vacaria, e para vencer as eleições, sua perspicácia falou mais alto e ela pulou da barca; ele é maior que o partido não precisava passar por esse tipo de situação.

Com a saída de Jaime Perin, o partido progressista(PP), volta a estaca zero, sem um nome sequer para pleitear a vice, com um nominata fraquíssima de candidatos ao legislativo,(sem desmerecer os seus candidatos a vereador), mas tenho que ser imparcial na análise; as coligações não vão esperar o PP e ao que tudo indica, vai ter de buscar espaço como coadjuvante na falta de ator principal; essa é a situação do partido que já teve oito vereadores quando a câmara era composta por dezenove membros, teve deputados estaduais e federais e teve o comando do município. A única saída para o partido seria uma candidatura do ex-prefeito, mas creio que esse possibilidade é zero.


Esse episódio vai favorecer as candidaturas dos outros três partidos, entendo que o PMDB vai sair ganhando, pois hoje sua candidata ocupa a segunda posição nas pesquisas e certamente como tem pessoas habilidosas, com bastante trânsito junto aos outros partidos, não vai deixar escapar o momento e deve fechar coligação com DEM e outros partidos, sem soberba e sem a arrogância de quem desconhece o assunto e apenas ser arvora de ser um grande gestor.

quinta-feira, 2 de junho de 2016

 A ELEIÇÃO ESTA ABERTA


O quadro eleitoral na disputa pela prefeitura, esta aberto e indefinido; os números e as colocações refletem apenas o momento, por isso, podem mudar a qualquer momento.  Essa mudança foi constatada nas pesquisas do PMDB e do PT, realizadas no final do mês; as duas amostragens registraram mudança nas primeiras posições, houve alteração entre o segundo e o terceiro colocado; essa alternância de posição deixa claro que o eleitor não tem convicção ainda em quem votar. Dito isso, é possível afirmar, que aquele candidato que conseguir agrupar em torno de suas candidatura um grupo de partido, certamente terá maior possibilidade de sair vencedor. Considerando que após as novas pesquisas, teremos quatro candidaturas, PP- PMDB-PSDB-PDT/PT, a eleição vai ser decidida nas coligações. Excluídos os partidos com candidatos, as opções de coligações são as seguintes: DEM-PSB-PSD-PPS-PTB e solidariedade; vou analisar as opções.

DEM

A tendencia do partido é não coligar com representantes do atual governo, a sigla é disputada pelo PP e pelo PMDB, cabe lembrar que o DEM conta com uma boa nominata para vereador, que pode ser um fator decisivo.

PSB

Segundo fontes o partido também tem nominata completa para vereador, e conta com o ex secretário para compor uma chapa majoritária, alias, seu nome aparece sempre na quinta colocação nas pesquisas.

PSD e SOLIDARIEDADE

Esses dois partidos formaram um bloco de pequenos partidos, que visa negociar em conjunto, segundo seus líderes junto com eles vem PHS e também tem uma nominata formada para vereador.

PPS

O partido que fez parte da base do governo por oito anos, esta acertado com o PSDB

PTB

O partido mais fiel ao prefeito de Vacaria, esta completamente dividido, o seu vereador negocia isoladamente uma vaga na majoritária, busca uma participação a todo custo, mas segundo os ocupantes de cargos no governo, a intenção do vereador e maior líder do partido não vai prosperar; caso ele consiga aprovar qualquer coligação que não seja com o atual prefeito, todos os CC vai continuar no governo, pois já definiram o apoio ao candidato do PT vereador Dengo.

terça-feira, 31 de maio de 2016

Tive acesso aos dados de duas pesquisas, não vou revelar os percentuais pois não fui autorizado; e me reservo no direito de não revelar a fonte. Quero ressaltar que essas pesquisas foram feitas por um partido do governo e um de oposição, ambas feitas por institutos sérios, por isso, confiáveis; houve alteração do segundo colocado, ficando as outras posições inalteradas, com esses candidatos praticamente parados com os mesmos índices. Após essas pesquisas, as possíveis coligações e/ou futuras coligações deverão mudar os atores, quem queria ser cabeça, vai ter que se contentar com uma vice.
A eleição municipal é tema que do momento, as especulações sobre coligações, sobre candidatos, sobre possíveis vice, agita o meio politico. Na verdade, tem candidato que sobe na cotação e outros descem parecendo o mercado financeiro. Por outro lado, um assunto de grande importância para o município, diz respeito a PRF(policia rodoviária federal), comentarei a seguir sobre os dois temas.






POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL


O fechamento da delegacia do PRF em Vacaria, é o assunto do momento, recebi inúmeros pedidos, para comentar sobre esse fato; por isso, falei com o comando local para me inteirar melhor sobre o caso.

Na verdade, a delegacia local não vai fechar apenas o comando é que fica subordina a delegacia de Caxias do Sul; na nova restruturação, o posto local que atendia 418 Km e três Brs, vai passar a atender 270 Km e duas Brs, Com essa restruturação, Vacaria vai continuar com um posto policial 24 horas, mas com 50% do efetivo, ficando com 16 servidores. Na verdade, segundo o comando, nosso município continuara praticamente com os mesmos serviços, apenas a parte administrativa, e/ou burocrática que será transferida; não vejo motivos para tanto alarme.







COLIGAÇÕES E CANDIDATURAS


Faltando quatro meses e um dia para a eleição municipal, o quadro continua indefinido e inalterado; as pesquisas internas apontam a mesma tendência. Por isso, volto a frisar, mais que três candidatos aumentam as chances do candidato do prefeito. Atualmente temos três candidatos definidos, e a possibilidade de uma quarta candidatura, ou seja, a do PMDB. Tive acesso a mais duas pesquisas, os números continuam os mesmos, ao que tudo indica o eleitorado já tem meio definido em quem votar só um fato novo pode alterar para cima ou para baixo. Considerando que os três candidatos já definidos ainda não tem seu vice, uma boa escolha pode ser fundamental, e nesse caso um vice de outro partido pode ser decisivo.