sexta-feira, 20 de janeiro de 2017






PP NO GOVERNO AMADEU

A intenção de parte do partido em participar do governo do prefeito Amadeu Boeira, repercutiu negativamente junto à comunidade de Vacaria. Na verdade, a postura de buscar cargos na administração, não é consenso, a maioria dos filiados é contraria a participação do partido, tanto que, ontem recebi a filha da candidata do partido, a informação de que ela e seu grupo repudiam com veemência essa possibilidade; a mesma postura também é adotada pelo ex-deputado do partido e maior líder da história da sigla na região. Postura que também é seguida pela maioria dos filiados, pois segundo eles apenas uma meia dúzia ligada ao presidente e ao ex-prefeito seria beneficiada com cargos de CC no executivo. Com relação a cargos, o partido deveria começar pelo legislativo, buscando junto ao seu vereador preencher sua assessoria com pessoas do partido e que estiveram presente na campanha; pois segundo fontes o vereador abriu espaço para pessoas ligadas a lideranças de outro partido, deixando de lado companheiros tradicionais.

Ainda com relação a cargos no executivo, é um despropósito, o ex-prefeito e o presidente do partido, pleitear a secretaria de desenvolvimento exatamente para o presidente, que além de não ter transito junto aos filiados, não existe politicamente e ao longo de sua gestão como presidente foi o maior responsável pelo desmonte do partido.

Com relação à decisão do prefeito, ainda não é possível adiantar nada, mas caso resolva abrir espaço ao partido progressista, será eleitoral.uma gesto de grandeza, de superioridade, estará sendo magnânimo; e mais uma vez ficara provado que ele e todos aqueles que estavam ao sei lado na campanha e por isso também foram atacados estavam cobertos de razão. Com relação ao apoio no legislativo, o voto do vereador independe da participação do seu partido, pois ele já é governo, e segue a orientação da assessoria do clã dos Covati desde a campanha





















quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

SANDÁLIAS DA HUMILDADE OU VERGONHA ZERO

O prefeito de Vacaria, Amadeu Boeira, recebeu os representantes do partido progressista (PP), que deveria passar a ser chamado de partido carguista, que busca desesperadamente cargos no governo municipal. Segundo informou a rádio Fátima, o prefeito pediu um prazo de (10) dias para dar a resposta. Considerando que o governo já esta formado, caso o prefeito resolva dizer sim ao partido da candidata que ficou em segundo lugar, estará apenas resolvendo o problema de alguns integrantes da sigla que estão desempregados; e atendendo um desejo dos dois gurus do PMDB, que alias esses dois gurus, queriam que o atual prefeito desistisse de sua candidatura e aceitasse ser vice na chapa do PP, tanto que após o segundo turno das eleições internas no seu partido o PMDB, quando foram derrotados pela segunda vez, os dois se reuniram com a candidata e com o comando do PP e acertaram que Amadeu seria vice da candidata. Amadeu acabou não aceitando devido a minha resistência, dos candidatos a vereadores do PSDB e do PPS, na segunda feira após a convenção do o então candidato do PSDB, me ligou cedo pedindo minha opinião sobre o fato, ouviu de minha parte um sonoro não, e mais disse o seguinte caso você desista todos vão dizer que você se vendeu, ouvi do candidato a seguinte afirmação, vou consultar meus candidatos a vereador e te retorno, me retornou em seguida e me perguntou se eu estava com ele, reafirmei que sim, disse sou homem de apenas uma palavra, e ele me respondeu que seus candidatos também não aceitavam a coligação, e que sua candidatura estava mantida. Essas histórias de bastidores, o leitor desconhece, e após a eleição os candidatos esquecem, mas a verdade é uma só. Os que defendem a participação do PP no governo têm suas razões, seus interesses, afinal já trabalham em conjunto com o vereador do partido desde a campanha, já praticam uma espécie de troca de cargos entre os poderes, por isso o desespero em ter o partido progressista oficialmente. Com relação ao apoio do partido na câmara, o prefeito já tem, e mesmo assim não conseguiu a maioria, com relação a nomes para compor o governo, não vejo necessidade, afinal o time já esta escalado. Com relação ao prazo solicitado pelo prefeito, acho razoável, pois durante esse período, ele vai ouvir pessoas, vai conversar com seu secretário de governo, que é um expert no assunto, e vai ouvir o povo, afinal o prefeito é um homem do povo. Cabe ao prefeito e ao seu secretário geral, avaliar com cuidado, pois a comunidade sabe que o partido que agora busca participação no governo, foi aquele que mais caluniou o prefeito, que afirmava que ele não tinha condições de governar Vacaria, que era um homem sem estudo, que buscou nos arquivos da baixaria, coisas de um passado já sepultado pela história e pela justiça, tentando desqualifica-lo, e sem escrúpulos vencer a eleição.

A intenção do partido progressista de entrar no governo visa além de empregar meia dúzia de companheiros, manter o partido vivo, pois com apenas um representante no executivo, e sem lideranças comprometidas com a sigla, vive momentos de penúria, caminha a passos largos para um fim melancólico.






A POSSÍVEL SAÍDA DE UM SECRETÁRIO


No dia ontem, as rádios divulgaram que um secretario estaria de saída do governo, após a divulgação, as especulações tomaram conta das conversas pela cidade. Segundo fontes ligadas ao governo, não existe nada em relação ao caso. 

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017












SCHIO

A revista globo rural, escolheu os destaques do agronegócio em 2016, a agropecuária Schio, maior produtora e exportadora de maçã do Brasil, foi destaque. Apesar da grave crise, o grupo continuou investindo, gerando empregos e riqueza para nossa região, além de ser a maior empregadora do município, a Schio é uma empresa comprometida com o social, por isso, investe no ser humano. Além da fruta o grupo investe pesado no grão e pecuária. A conquista desse premio, é um orgulho para nosso estado e para nossa região. Parabéns a todos que compõem essa grande empresa.







PRESÍDIO FEDERAL


A posição contraria ao empreendimento, ganharam adeptos de peso, segundo fiquei sabendo, o delegado de polícia e o promotor de justiça, também se posicionaram contra a instalação no município, considerando o amplo conhecimento de ambos, me sinto muito confortável, pois apesar da minha ignorância sobre o tema, sou terminantemente contrario.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

AS FOTOS SÃO CLARAS O COMEÇO DA CAMPANHA E A TENTATIVA DE LEVAR O PP PARA A COLIGAÇÃO...CONTRA FATOS NÃO EXISTE ARGUMENTOS.

















PARTIDO PROGRESSISTA


A oficialização da entrada do partido no governo de acontecer ainda essa semana, um encontro entre o ex-prefeito Angelo Pegoraro e o prefeito Amadeu deve oficializar a união. Com relação a esse fato, me sinto um vencedor, pois como membro do diretório do PP, sempre defendi essa ideia, fui voto vencido, fui ameaçado de expulsão, mas não me intimidei, e segui em frente, juntamente com alguns companheiros que não se intimidaram como as ameaças de expulsão, e se juntaram na campanha do Amadeu, entre eles, Sergio de Rossi, Dr. Marco Antônio Mahafus, Lisandro de Lima, Luciano Bernardi, e outros que mesmo dentro com comitê de campanha do PP trabalhavam para o candidato do PSDB, um desses exemplos é um jovem filiado por mim no partido numa janta na minha residência, que vai ser o coordenador da juventude. Cedo ou tarde as mascaras sempre caem, e a realidade dos fatos aparece, mas hoje o PP, adota a postura do partido a nível nacional, buscar cargos, fazer alianças com o capeta, para empregar seus desempregados; pois deixou o cavalo passar encilhado, perdeu a chance de indicar o vice e de garantir cinco secretarias, hoje, vai atrás de migalhas, pois apesar de bons nomes, vai ser um mero coadjuvante, situação que chega a ser deplorável, para um partido que já teve deputados estaduais, federais e o prefeito da cidade, agora aceita participar nos escalões inferiores apenas para empregar filiado que perderam empregos em outras prefeituras, e/ou estão sem emprego em Vacaria. Quero ressaltar a capacidade dos possíveis indicados para o governo, alguns deles com potencial para ocupar secretarias. Quero destacar ainda, o caso do futuro coordenador da juventude, que ingressou no PP através de meu convite e assinou ficha na minha casa.

Na verdade, agora ficou comprovado que eu estava certo, mas não visando apenas cargos e sim um projeto para Vacaria tirar o PT do governo.


AUDITORIA

O prefeito eleito prometeu auditar as contas do município, trouxe seu irmão para ser secretário com a justificativa de que ele tem experiência no setor, afinal esteve por 12 anos no comando de Monte Alegre.


O ex-prefeito me informou que deixaria sete milhões disponíveis no caixa, e mais valores que somariam onze milhões, recebi a informação que não tem sequer gasolina para abastecer os carros, alguém te de informar a real situação, ou é apenas mais um desencontro de informações, como foi a caso do projeto que visava acabar com a exigência do segundo grau; que até hoje não foi explicado, na verdade a retirada visava atender sim os de futuros membros do governo que não tinha sequer o primeiro grau; mas devido a grande impacto da noticia, as partes resolveram retirar o projeto, e a exigibilidade escolar foi viabilizada por outros meios.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017








PRESÍDIO FEDERAL

A noticia da possível construção de uma unidade prisional federal em Vacaria pegou a população de surpresa. A informação partiu do secretário geral de governo do município, ainda segundo ele, o local escolhido para a construção do presídio, já esta definida, e caso a obra seja confirmada será construída junta a FEPAGRO, que acabou de ser extinta; ou seja, o governo troca um centro de pesquisa e desenvolvimento de tecnologias, por uma penitenciária para presos de altíssima periculosidade.

Considerando a relevância do tema, fui dar uma pesquisada para me inteirar sobre o caso, segundo fontes do Ministério da Justiça, o Brasil conta com quatro penitenciárias do gênero, as unidades prisionais abrigam 25 grupos diferentes, todos organizados ligados as mais diferentes facções, sendo o estado do Rio de Janeiro responsável por 41% dos encarcerados. O Brasil conta com quatro unidades federais de segurança máxima: em Catanduva (PR), Mossoró (RN), Campo Grande (MS), e Porto Velho (RO). O objetivo principal das unidades é distanciar o grupo criminoso do local de origem ou de seu domínio, conforme a disponibilidade de vagas. Cada unidade tem 208 vagas que são disponibilizadas para criminosos de alta periculosidade, na sua grande maioria chefes das facções.

Ainda visando me inteirar, procurei manter contato com pessoas das localidades onde existem esses presídios, em todos os contatos mantidos, ninguém apontou vantagem após a instalação das unidades, segundo eles, as pessoas que trabalham nesses presídios por questão se segurança praticamente não se envolvem com a comunidade, e que a economia não sentiu reflexos. O exemplo da construção da barragem de Barra Grande as construtoras trazem a maioria do material a ser usado de fora do estado, e os trabalhadores também, como aconteceu na Barra Grande.


Mesmo que venha a ser construído o presídio, e importante ressaltar que o presídio estadual continuara super. Lotado, e sem condições, pois os apenados que cumprem pena ali naquele local não vai cumprir pena no presídio federal.


EMPREGOS

A boa noticia veio do secretário de desenvolvimento, Mario Bala, anunciou a instalação de uma nova empresa na cidade que vai gerar 80 empregos diretos. Uma excelente notícia para a cidade, pois a criação de empregos é sempre muito bem vinda. A instalação do camelódromo também de responsabilidade do secretário de desenvolvimento é sem dúvida uma ótima noticia.


SAÚDE

Conversei na noite de ontem, com Douglas Fermino Borges, secretário da saúde, queria saber dele como encontrou a sua pasta, segundo ele, a secretária estava abandonado, o abandono era geral e irrestrito, num levantamento preliminar, o déficit em exames, consultas e cirurgias vem desde o ano de 2013, segundo o secretário, já esta sendo feito um relatório, e que após a conclusão do trabalho o mesmo vai estar disponível para a comunidade e uma cópia será enviada ao MP.


GUARDA MUNICIPAL



As ações do novo comado da guarda municipal já começam a ser sentido, guarda nas ruas, posto no centro, e a proibição das bicicletas e skates na praça e nas calçadas, é sem dúvida uma grande notícia. Além dessas duas ações, a nova chefia já anunciou que os guardas vão auxiliar na segurança da cidade, sem dúvida alguma começa muito bem as ações desse setor.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017













ENTREVISTA I

O prefeito municipal concedeu entrevista ao do jornal do almoço dessa segunda feira, falou de seus projetos para Vacaria. Respondendo de forma objetiva falou como pretende governar o município durante o seu manado, questionado sobre o projeto que pretendia acabar com a exigência do segundo grau para ocupar cargos no município, foi enfático em afirmar que não foi ele quem enviou o referido projeto; disse ainda, que todos os integrantes de seu governo possuem o segundo grau, ou seja, todos já conseguiram o certificado. Cabe ressaltar, por uma questão de justiça, que o ex-prefeito afirma que enviou o projeto para câmara atendendo um pedido de um dos encarregados da transição indicados pelo prefeito, e que hoje é secretário geral de governo, esse fato foi confirmado a mim por um dos outros integrantes da equipe de transição, que pertence ao PMDB de Vacaria.


ENTREVISTA II


No mesmo dia, o comandante do PMDB local, também concedeu entrevista a uma rádio local para falar do governo, afinal de contas, o seu partido indicou a maioria dos secretários e tem o vice-prefeito, e comanda a saúde, educação, agricultura e habitação, que somando os orçamentos destas pastas, tem em seu poder mais de 50% do orçamento municipal. Além desses secretários, individualmente é o partido que mais indicou CC até o momento. Com relação a tal lista de nomes citado por ele, e que cabe ao prefeito escolher, quero discordar do grande líder, e reafirmar que todos os cargos do PMDB vêm indicados, com a grife (D&E), inclusive os indicados pelo vereador independente do PP.


FUNCIONALISMO


Mantendo a promessa de cortar gastos, o prefeito de Vacaria, se reuniu com os representantes dos funcionários municipais, e anunciou o aumento, que será de 4%, o percentual anunciado já gerou reações na câmara, e a oposição, que pretende fazer barulho.


INDEPENDENTE FUTEBOL CLUBE



Segundo o dicionário, independente é aquele que não depende de ninguém, no caso da politica, quem não depende de partido. Mas só não depende de partido, quem não é politico, quem não concorre a um cargo eletivo, e/ou não é indicado para ocupar um cargo. Faço essa pequena introdução, para ressaltar a incoerência dos vereadores que se elegeram por outros partidos, trocaram seu voto por cargos no governo, indicaram parentes, ou parceiros políticos, e na maior cara de pau se auto definem como independentes. Certamente esses veadores imaginam que o povo é idiota, pois a temporada de mentiras e promessas já passou, pois esse tipo de atitude é comum nas campanhas eleitorais. E o povo já foi engando. Outro fato a ser considerado, é quem nem um dos 15 vereadores conseguiriam se eleger sem os votos de seus colegas de partido, sem os votos de sua legenda, por isso, falar em independência é no mínimo uma falta de consideração com seus companheiros de partido. A compra e venda é comum no nosso dia a dia, inclusive nas relações entre executivo e legislativo, cabe aos seus membros à decisão de vender ou comprar.








sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

PTB



O partido trabalhista brasileiro reuniu seu diretório na noite de ontem, com dois assuntos na pauta: O caso do vereador infiel, e a escolha da nova executiva. Com relação ao caso do vereador, ele tinha sido convocado para explicar ao diretório, os motivos que levou ele a descumprir uma determinação partidária, votando contra a chapa que ele fazia parte.

Segundo fui informado, o vereador não compareceu, desconsiderou mais uma vez o partido, diante disso, por unanimidade, foi aprovada a abertura de processo disciplinar contra o Edil. Na verdade, o próprio vereador já se antecipou, assumiu o seu erro, tanto que, já contratou um advogado para defendê-lo, e o seu procurador, já compareceu as rádios para fazer uma defesa prévia do seu cliente; e foi além, já antecipou a decisão, e/ou uma decisão da justiça.

Segundo o advogado, inexiste culpa, ou o seu cliente não praticou nem um ato passível de punição, desconsiderou a lei de fidelidade partidária, na ótica dele, do da mesa diretora do poder legislativo, é algo sem importância, banal. Ao tentar se antecipar de uma possível represália de seu partido, contratando advogado, o vereador vestiu a carapuça, assumiu seu erro, pois na verdade, até a noite de ontem, o que existia era apenas uma expectativa de qual seria a posição do partido, meus comentários no blog, era apenas meras suposições, mas reitero a lei é clara, e falta grave cartão vermelho. Por isso, pergunto, é correto três vereadores do dia para a noite resolverem apoiar o governo, mediante cargos para companheiros e familiares.

A resolução 22610 do Tribunal Superior Eleitoral é muito clara, estabelecendo as únicas possibilidades do detentor de cargo eletivo, descumprir determinação de seu partido, sem perder o seu mandato conseguido através do voto popular. Não conheço o vereador, e nada tenho contra ele, mas a lei é para ser cumprida.

Sempre defendi a moralização da politica, e dos políticos, mas essa situação só vai mudar, quando o povo e os partidos aqui no município, comecem agir, o povo marcando na paleta esses vendidos e os partidos usando os mecanismos legais que a lei estabelece.



O povo precisa saber quem é, e quem eles empregam no executivo, na base da troca, em breve quero divulgar os nomes dos apadrinhados no governo pelos três vereadores, o povo que paga tem o direito de saber quem ele está pagando.